27/06/2019

Acusado de esfaquear a ex-mulher e matar amiga vai a júri popular por feminicídio 5 anos após crime

Francisco de Assis Vasconcelos Campos é acusado de esfaquear a ex-esposa, a professora Adriana Tavares do Vale, e matar a amiga e colega de profissão dela, Maria das Dores Campos.

Tribunal de Justiça do Piauí — Foto: Gustavo Almeida/G1

Francisco de Assis Vasconcelos Campos vai a júri popular por feminicídio cinco anos após o crime, que aconteceu em 2014. A decisão é do juiz Múccio Miguel Meira, da 1ª Vara da Comarca de Campo Maior, a 78 km de Teresina. Ele é acusado de esfaquear a ex-esposa, a professora Adriana Tavares do Vale, e matar a amiga e colega de profissão dela, Maria das Dores Campos.

Na decisão, do dia 17 de junho, o magistrado pronunciou Francisco de Assis para que ele seja submetido a júri popular por dois crimes, homicídio qualificado como feminicídio contra Maria das Dores Campos e tentativa de homicídio qualificado contra Adriana Tavares do Vale.

Ele é acusado de ter perseguido a ex-esposa e a amiga, que estavam em uma motocicleta e ter derrubado elas do veículo. Adriana do Vale teria morrido logo após a queda. Maria das Dores tentou correr, mas, de acordo com a denúncia, foi alcançada e esfaqueada diversas vezes pelo ex-marido.

Francisco de Assis evadiu-se do local logo após o crime e se apresentou na Delegacia Regional de Campo Maior para prestar esclarecimentos depois do período do flagrante. Posteriormente, a prisão preventiva dele foi decretada e o mandado foi cumprido após denúncia anônima, no dia 31 de agosto de 2018, em Sorriso (MT).

Fonte: G1/PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing