15/05/2019

Mão Santa homenageia professora que desenvolve trabalho com mulheres negras


Na tarde da última segunda-feira (13), o Prefeito Mão Santa, condecorou com o diploma e a medalha do mérito municipal, a professora Noemia de Souza Torres.


Parnaibana, Noemia deixou Parnaíba aos 18 anos em busca de uma melhor condição de vida em Teresina. Professora aposentada da rede municipal de Educação Teresinense, Noemia Torres, por diversas vezes foi premiada, como diretora modelo e melhor professora da rede municipal de educação, bem como por seus trabalhos desenvolvidos com mulheres negras de baixa renda.

A homenagem foi em alusão ao 13 de maio, data em que é comemorada a abolição da escravidão no Brasil.


O Prefeito Mão Santa destacou a importância da raça negra para a formação cultural brasileira. Mão de obra no período colonial, os negros vindos da África em muito contribuíram para as características e costumes do povo brasileiro em suas mais diversas modalidades, como religião, cultura, culinária e até mesmo medicina alternativa.

Mão Santa citou Castro Alves, que em seu poema Navio Negreiro mostra a sua indignação perante o tráfico de escravos: “Dizei-me vós, Senhor Deus, Se eu deliro… ou se é verdade 
Tanto horror perante os céus?!”


Em seu currículo, Noemia carrega a marca de ter elevado o IDEB da escola na qual foi diretora de 3,5 para 7. A medalha do Mérito Municipal, foi entregue pelo vereador Daniel Jackson, irmão da professora Noemia.


“Eu recebi o prêmio de Prefeito Empreendedor, agora eu quero que você me ajude a receber o de Prefeito Educador”. Afirmou o prefeito Mão Santa.


Em seu discurso Mão Santa ainda relembrou a localidade Cearazinho em Luís Correia, nome dado em homenagem à primeira fazenda a abolir a escravidão, antes mesmo da promulgação da Lei Áurea em 1888.

Supcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing