09/04/2019

Mais de 500 famílias são afetadas por inundações e alagamentos no Piauí, aponta levantamento

De acordo com a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais, houve diminuição no nível dos rios em Teresina, mas a expectativa é que continue a subir em cidades no Norte do estado.

Nayana Siqueira da Silva estava com a família na hora da enxurrada no Parque Rodoviário em Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1

Mais de 500 famílias foram afetadas por inundações e alagamentos no Piauí, aponta levantamento feito pelo G1 nesta segunda-feira (8). De acordo com dados das prefeituras de Esperantina, Parnaíba, Luzilândia e Teresina pelo menos 580 famílias receberam atendimento em consequência do aumento do nível dos rios nessas cidades ou por conta do acúmulo de água da chuva.

A Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) registrou diminuição no nível dos rios em Teresina, mas com o aumento da vazão na barragem de Boa Esperança a expectativa é que o nível do Parnaíba suba. “Mas não vai subir a ponto de chegar à cota de alagamento, porque como o nível do Poti já diminuiu, o Parnaíba está escoando bem”, explicou engenheiro hidrólogo Cláudio Damasceno.

Rio Parnaíba começa a invadir zona urbana de Luzilândia, no Norte do Piauí — Foto: Gaspar Bueno

“Não temos dados sobre uma cota de inundação em Esperantina, mas o nível do Rio Parnaíba vai continuar subindo. Luzilândia continua com a cota de inundação, por exemplo. E em Parnaíba isso pode ocorrer também porque é esperada a chegada desse volume de água lá em alguns dias”, completou Cláudio Damasceno.

Segundo o engenheiro hidrólogo, se não houver precipitação nos próximos dias, a expectativa é que o nível do Parnaíba desça. “O Poti já desceu e deve chegar ao nível normal até esta terça-feira (9). Se não chover muito é esperado que o nível do Paranaíba também diminua, saindo da cota de inundação e voltando à normalidade”, informou.

Situação por município

Rio Poti atingiu cota de inundação em Teresina — Foto: Catarina Costa/G1

Em Teresina, cerca de 236 famílias foram atendidas após serem vítimas dos alagamentos, contabilizando um total de 771 pessoas, conforme dados da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas.

As famílias foram cadastradas para serem incluídas no programa Cidade Solidária, que promove aluguel solidário por parte do município. Dentre as vítimas, estão as famílias afetadas pela enxurrada que deixou dois mortos e cerca de 30 pessoas feridas, no bairro Parque Rodoviário, Zona Sul da capital.

Em Parnaíba, Litoral do estado, 193 famílias ficaram desabrigadas por conta de alagamentos, segundo o último levantamento da prefeitura, no sábado (6).

Em Luzilândia, Norte do Piauí, a Defesa Civil informou que 17 famílias ficaram desalojadas e foram acolhidas em casas de parentes. Outras 10 ficaram desabrigadas e foram colocadas em espaços públicos. Outras 84 famílias afetadas ainda estão em suas casas.

Nenhuma família teve residência destruída e de acordo com a Defesa Civil, ainda não há previsão dessas pessoas desalojadas e desabrigadas voltarem para suas casas, devido ao crescimento previsto do nível do Rio Parnaíba.

Rio Parnaíba invadiu parte da zona urbana de Luzilândia, no Norte do Piauí — Foto: Divulgação

Em Esperantina, também no Norte do estado, 40 famílias foram afetadas, segundo a prefeitura. Essas famílias foram alojadas em locais disponibilizados pela prefeitura.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing