02/04/2019

Demandas da UESPI são discutidas em audiência na ALEPI


As demandas da Universidade Estadual do Piauí foram colocadas em pauta, nesta segunda-feira (01), em uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI). A audiência reuniu parlamentares, Administração Superior da IES, representante do Ministério Público, Ordem dos Advogados (OAB), Sindicato dos Professores, Técnicos e Movimento Estudantil.

A Deputada Estadual Teresa Britto (PV) foi a propositora da audiência e presidiu a mesa de discussões. Para ela, a situação que a universidade está passando é grave, e que a Assembleia não pode se eximir de debater os problemas e buscar soluções. “Diante de toda situação que a universidade se encontra hoje, é necessário que haja de fato um empenho maior da assembleia legislativa, para que sensibilize o governador para liberar recursos”, disse.

O reitor Nouga Cardoso destacou como importante o apoio do poder legislativo. “Acreditamos que a audiência é uma atividade importante visto o atendimento das necessidades da comunidade acadêmica, onde também é uma oportunidade de discutir todas as demandas e dificuldades que temos atualmente”, pontuou.


Durante a audiência, os representantes tiveram espaço para expor as reivindicações e ouvir dos parlamentares que encaminhamentos podem ser tomados. Entre as pautas foi pontuado a necessidade de autonomia financeira da instituição e convocação dos classificados no último concurso para professor efetivo. 

Após a exposição de todas as falas, a deputada Teresa Britto reforçou seu comprometimento em contribuir com a instituição em discussões na assembleia e destinar emendas parlamentares. Além dela, os parlamentares Francisco Costa (PT), Franzé Silva (PT), Francisco Limma (PT), Nerinho (PTB) e Lucy Soares (PP) também se colocaram a disposição para tratar as demandas da instituição com o governo.

Os encaminhamentos da audiência foram a formação de uma comissão para acompanhar a situação da universidade; convocação dos professores classificados, reformas emergenciais na estrutura dos campi; pagamento de salários atrasados dos terceirizados e autonomia financeira da instituição.

Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing