25/01/2019

Homem de MG é preso ao tentar fugir do PI com mulher com deficiência que conheceu pela internet

Segundo a polícia, o suspeito conheceu a moça pela internet e mantinha um relacionamento amoroso com ela, mesmo sem a autorização da família.

Homem foi autuado na Central de Flagrantes de Teresina — Foto: Catarina Costa/G1

Um homem não identificado natural de Minas Gerais foi preso quando tentava fugir do Piauí com uma mulher de 33 anos que tem uma deficiência cognitiva. A vítima é natural de Esperantina, no Norte do Piauí. A prisão aconteceu na noite de quarta-feira (24). Segundo a polícia, o suspeito conheceu a moça pela internet e mantinha um relacionamento amoroso com ela, mesmo sem a autorização da família.

A polícia encontrou o casal em um hotel localizado em frente ao Terminal Rodoviário de Teresina, na Zona Sul da capital. Apesar de estarem escondidos próximo à rodoviária, o homem pretendia levar a mulher para Minas Gerais de avião.

“Eles já tinha comprado as passagens aéreas e estava aguardando o horário do embarque para fugir quando foram encontrados. Faltava apenas uma hora para o horário do embarque quando foram achados. Foi por muito pouco que eles não conseguiram”, disse o delegado Leonardo Alexandre Martins, de Esperantina.

Segundo a polícia, o homem conheceu a mulher em outubro do ano passado e, desde então, trocava mensagens amorosas, até o momento em que a família da jovem descobriu o relacionamento e proibiu o namoro.

“Família informou para ele que ela não tinha condições de se relacionar com o homem por conta da deficiência e pediu que ele se afastasse. No entanto, numa conversa no dia 23 de janeiro deste ano, ele combinou com a namorada que iria vir pegá-la para morar com ele, mesmo sem autorização da família e para isso montaram um plano”, detalhou o delegado.

A família sentiu falta da mulher por volta de meio dia de quinta-feira (25) e a acionou a polícia depois que descobriu que o casal pegou um táxi em Esperantina com destino a Teresina.

“Assim que fomos acionados começamos as buscas. Encontramos o taxista que trouxe o casal para a capital. O motorista contou que ouviu o casal conversando que iriam viajar de ônibus para Brasília. No entanto, era uma pista falsa que eles estavam deixando para a polícia. Outra informação falsa que ela passou para mãe dizia que estava em Parnaíba”, detalhou Leonardo Alexandre Martins.

O delegado contou que diante das informações falsas começaram a pesquisar quais os ônibus saíram de Teresina com destino a Brasília, mas não conseguiram encontrá-los. Ao perceberam que não iriam encontrá-los, os policiais resolveram montar outra linha de investigação e então conseguiram achar o casal em um hotel, preparados para embarcar para Minas Gerais.

O suspeito foi encaminhado para a Central de Flagrantes, onde foi autuado pelos crimes de subtração de incapaz e violência doméstica na forma psicológica.

“Apesar dela não ser uma adolescente, ele foi autuado pelo crime de subtração de incapaz por ela ser uma pessoa com deficiência. O crime de violência doméstica na forma psicológica ficou configurado diante da suspeita da intenção que ele possuía que era de aplicar golpes financeiros utilizando a documentação dela”, afirmou o delegado Mauro André, plantonista da Central de Flagrantes.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing