26/11/2018

Morte da mãe inspirou estudante vítima de latrocínio a fazer medicina: 'queria salvar vidas'

Jovem estagiava no Hospital de Urgência de Teresina e faltava apenas um ano e meio para concluir o curso de medicina.

Madrinha mostra jaleco do estudante que sonhava em ser cirurgião. — Foto: Gilcilene Araújo/G1

O velório do jovem estudante de medicina Antônio Rayron de Holanda, 22 anos, vítima de latrocínio nesse domingo (25) na Zona Sul de Teresina, foi marcado por profunda revolta na cidade natal do rapaz, Elesbão Veloso, 164 km da capital. A família pediu Justiça e a madrinha do jovem, Irene de Castro, contou ao G1 que a morte da mãe quando Rayron tinha 5 anos o inspirou a fazer medicina e ele sonhava ser cirurgião.

“É muito injusto o que fizeram com meu afilhado, ele só queria saber de estudar, sempre foi determinado, sonhou com medicina e lutou para isso, era um aluno nota 10. O rapaz que matou ele poderia ter deixando ele vivo para quem sabe um dia o Rayron salvar a vida dele. Ele sempre me dizia 'madrinha, eu quero operar gente, quero aprender cirurgia'. A gente pede que isso não fique impune”, disse Irene.

Avó lamentou a morte do neto e disse que faltava pouco para ele se formar. — Foto: Gilcilene Araújo/G1

A avó, Maria do Espírito Santo, falou da dor que sentiu ao saber da morte do neto. "Dói muito passar por isso, ele já estava tão perto de realizar o sonho dele, faltava só um ano e meio, não conseguimos ainda entender e aceitar o que aconteceu".

Uma prima do rapaz, que morava com ele e o irmão mais novo, disse que sempre se despedia quando Rayron ia para o plantão. Ele estagiava no Hospital de Urgência de Teresina. "Nunca imaginei que aquela seria a última vez que veria ele vivo. Ainda não consigo acreditar. Soubemos da morte dele já às 8h, ele morreu às 6h da manhã", disse.

Morte da mãe inspirou sonho de ser médico

Rayron perdeu a mãe aos cinco anos, de acordo com a família, após complicações no parto do irmão mais novo. Após o nascimento, a mãe passou mal enquanto tomava banho e não resistiu.

Rayron Holanda foi morto durante uma tentativa de assalto. — Foto: Reprodução

"Ele cresceu então com a ideia de salvar a vida de outras mulheres, de salvar a vida das pessoas. Ele acreditava que a mãe dele tinha morrido porque a medicina não estava preparada para ajudar e salvar a vida dela", contou a avó de Rayron.

Ele passou então a concentrar todos os esforços em realizar esse sonho. "Ele não andava em festas, não tinha namorada, não fazia mal a ninguém. Até quando eu oferecia um presente, ele dizia que queria livros, porque esse era o sonho da vida dele", lembrou a madrinha.

O crime

Rayron Holanda foi morto próximo à estação Macaúba, na Avenida Miguel Rosa. — Foto: Lorena Linhares/G1

O jovem Antônio Rayron foi atingido com um tiro no peito ao reagir a um assalto na Avenida Miguel Rosa, próximo ao cruzamento com a Avenida Valter Alencar, bairro Monte Castelo, Zona Sul de Teresina.

De acordo com o delegado Hildson Rodrigues, apenas uma pessoa que estava a pé abordou a vítima. Ao fugir, o autor não levou os pertences de Antônio. O rapaz estagiava no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing