30/10/2018

Parceria viabiliza compra em cartões de crédito na Feira Popular de Arte


Hoje os brasileiros em geral fazem mais transações comerciais com cartões de débito ou de crédito. E foi pensando em facilitar as vendas dos microempreendedores individuais (MEI), durante a Feira Popular de Arte, que a Secretaria de Projetos Especiais e Desenvolvimento Econômico (Seped) realizou uma parceria junto ao Banco do Brasil, para disponibilizar as máquinas aos que estão cadastrados na Feira, que acontece todas as sextas-feiras na Praça da Graça.


De acordo com o Secretário Edrivandro Barros, “a secretaria procurou o Banco do Brasil para conseguir disponibilizar as máquinas, cujo objetivo principal é flexibilizar o acesso dos artesãos às facilidades da venda, por meio de cartões de crédito, inserindo-os na realidade da maioria dos clientes que têm evitado utilizar dinheiro em espécie em suas compras”, falou o secretário.

Edrivandro Barros falou também da necessidade da divulgação do evento, por meio de cada um dos parnaibanos. “Precisamos que todos visitem mais a feira porque ela surgiu para mostrar o que é nosso. Que os parnaibanos venham mais, porque um dos meios de comunicação maior é o marketing de boca a boca. Percebemos que nosso artesão tem sua habilidade, sua criatividade e amor pelo que faz, daí a necessidade de mais apoio”, disse.


Souza Max é comerciante na feira, juntamente com sua esposa, há 2 anos. Ele destacou que a máquina “veio trazer maior benefício para nós que somos empreendedores. É uma facilidade de vender em dinheiro e também com a máquina, ficando a escolha a critério do cliente”.


A adesão às máquinas pelos comerciantes já chega a 90% e os 10% que ainda não adquiriram estão tratando disso, resolvendo alguma questão burocrática, referente à documentação.

O superintendente municipal da cultura Albert Piauhy, disse que a feira tem um alcance maior do que as pessoas imaginam. “A Feira tem um grande potencial e está trazendo para cá pessoas isoladas que aqui vão se juntando. Além do que a Feira é um centro de convivência para conversar, comprar artesanato, comida típica e ouvir uma boa música”.


A Feira Popular de Arte funciona todas as sextas-feiras, com várias opções de artesanatos, gastronomias, livros, discos e brechó. A cada sexta-feira um grupo musical da cidade se apresenta, sempre com estilo diferente.

Ascom - PMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing