25/08/2018

MP oferece denúncia contra ex-juiz que concedeu saída temporária a Correia Lima

Segundo a denúncia, o ex-juiz recebeu vantagem indevida para conceder saída temporária ao preso José Viriato Correia Lima, conhecido como coronel Correia Lima, em julho de 2011.

Ministério Público oferece denúncia contra ex-juiz de direito por corrupção no Piauí (Foto: Reprodução/MP-PI)

O Ministério Público do Piauí ofereceu denúncia contra o ex-juiz José Ribamar Oliveira Silva por corrupção. De acordo com a 5ª Promotoria de Justiça, no município de Parnaíba, Norte do estado, quando atuava na comarca da cidade, em 2011, o ex-juiz recebeu vantagem em razão das funções públicas cometidas ao cargo.


O MP afirma que José Ribamar “ficou conhecido no meio jurídico e social por suas práticas pouco usuais na tarefa de julgar” e citou como exemplo a concessão do benefício de saída temporária ao preso José Viriato Correia Lima, conhecido como coronel Correia Lima, da penitenciária mista de Parnaíba, em julho de 2011.

Segundo o órgão, mesmo não sendo cabível a saída temporária no caso, o ex-juiz a deferiu em tempo recorde e concedeu ainda mais um dia de beneficio ao preso sem previsão legal para tanto, de forma verbal, se opondo à própria decisão escrita que ele havia proferido.

O ex-coronel da Polícia Militar foi condenado a 25 anos de prisão em regime fechado pela morte do professor e engenheiro José Ferreira Castelo Branco, conhecido como Castelinho. A sentença foi proferida em 2015.

Ex-coronel Correia Lima voltou a júri popular e foi novamente condenado (Foto: Reprodução/TV Clube)

O MP afirma que o ex-juiz foi afastado das funções de seu cargo, por força de aposentadoria compulsória, e que o objetivo da denúncia é que seja decretada a perda do cargo, com a consequente interrupção do pagamento de seu salário; que ele seja condenado ao pagamento de dano moral coletivo.

E ainda, que José Ribamar tenha seus direitos políticos suspensos; fique proibido de contratar com o Poder Público e seja condenado por corrupção, enriquecimento ilícito e ofensa a princípios da administração pública.

O MP denunciou ainda a namorada do ex-juiz na época, Wlaina de Oliveira Dias, que, segundo o órgão, atuou de forma decisiva para que o companheiro recebesse vantagem indevida e infringisse normas legais e o deve funcional do cargo que ocupava.

A denúncia foi entregue à Justiça, que vai analisar e decidir se a recebe ou não. Caso seja recebida, José Ribamar Oliveira Silva e Wlaina de Oliveira Dias se tornarão réus e vão responder pelo crime de corrupção.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google