29/08/2018

Justiça em Números do CNJ aponta que produtividade do TJ-PI aumentou


Presidente do Trbunal, Erivan Lopes. Foto: TJ-PI

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) registrou em 2017 aumento o índices de produtividade dos magistrados e servidores. Os dados são do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que divulgou o Relatório Justiça em Números 2018, ano base 2017. Em relação aos números do ano anterior, o TJ-PI teve um incremento de produtividade de aproximadamente 10% e 42%, respectivamente, em relação aos magistrados e servidores.


Para o presidente do Trbunal, Erivan Lopes, estes números são reflexos das inúmeras ações implementadas na atual gestão, como por exemplo, a nomeação de assessores de juízes e a implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe) em todo o estado.

Segundo o relatório atual, o número do TJ-PI ficou em 1.105 processos baixados, um pouco abaixo da média nacional, que foi de 1.819 processos despachados. O número equivale a 66% dos processos baixados.

Em relação à produtividade dos servidores esta ficou em 105 processos baixados, o que corresponde a 66%. A média nacional é 159 processos baixados.

“Isso significa que o TJ-PI não tem déficit de servidores, mas sim de produtividade. O trabalho é para que a produtividade dos servidores seja igual à média nacional”, frisou o Presidente Erivan Lopes.

COMPARAÇÃO ENTRE 2015, 2016 E 2017
O índice de produtividade dos magistrados aumentou nos últimos dois anos, o que demonstra o reflexo das inúmeras ações com o foco de acelerar o trabalho no Judiciário piauiense.

Em 2015 a produtividade foi de 941, aumentando para 1.010 em 2016 e chegando a 1.105 em 2017.

Fonte: TJ-PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google