08/08/2018

Assaltantes invadem creche, rendem professores e trocam tiros com policial no Piauí

Crianças estavam no refeitório quando local foi invadido por homem armado.

Creche foi alvo de bandidos, que levaram celulares de funcionários em Teresina. (Foto: Lucas Barbosa/G1)

Uma dupla de bandidos armados invadiu a creche municipal Ariano Suassuna, no conjunto Torquato Neto, Zona Sul de Teresina, nesta quarta-feira (8). Os homens entraram no refeitório, no momento em que as crianças faziam o lanche da manhã, e na fuga trocaram tiros com um policial que tentou impedir o crime.




Segundo a diretora da unidade de ensino, Nayana Santos, havia algumas crianças, funcionários e professores no refeitório, quando um dos criminosos entrou no local com uma arma de fogo e fez ameaças, pedindo os celulares das vítimas.

“Por volta de 7h30 ele entrou e rendeu o vigia, foi para o refeitório e a secretária disse que ele apontou a arma para ela, rendeu todo mundo. Um funcionário tentou acalmar as crianças enquanto ele levava os celulares. Roubou cinco ou seis aparelhos”, relatou.

Policiais do 17º BPM, na Zona Sul de Teresina, fazem buscas pelos suspeitos. (Foto: Lucas Barbosa/G1)

Na fuga, os funcionários ouviram tiros na porta da creche. Segundo o subcomandante do 17º Batalhão de Polícia Militar, major Melo, os disparos ocorreram em uma troca de tiros.

“Um outro bandido ficou com uma moto escondido do lado de fora e na saída, eles viram uma pessoa que seria um policial. Eles tentaram contra a vida dele, que revidou, houve então disparos e troca de tiros, mas até agora não há informações de feridos”, contou o major.

Até agora ninguém foi preso e não há identificação dos suspeitos. A Secretaria Municipal de Educação (Semec) emitiu nota sobre o ocorrido:

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) informa que assaltantes armados invadiram, nesta manhã, o Centro Municipal de Educação Infantil Ariano Suassuna, rendendo agente de portaria e equipe escolar. Na ocasião, foram furtados celulares dos professores e houve troca de tiros com a polícia do lado de fora da creche. A Semec lamenta mais um caso de violência em escola de Teresina e pede providências dos órgãos de segurança pública.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google