12/05/2018

PI tem maior índice de acidentes de trânsito do NE


(Crédito: José Alves Filho)

Em 2017, o Piauí apresentou o maior índice de acidentes por 100 mil habitantes do Nordeste com 35,1%, acima da taxa da região que é de 21,4%. Cidades como Teresina, Parnaíba e Picos estão entre as que registraram maior número de casos. Os dados fazem parte do informe epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), em 2017, relativo a acidentes terrestres no Piauí, com taxas de acidentes por idade e sexo, os municípios com maior número de ocorrências e dados de internações e gastos da saúde com acidentados no trânsito.




Para reduzir esses índices e tornar o trânsito um ambiente mais seguro para todos em qualquer situação, a Sesapi se insere desde 2011 ao Movimento Maio Amarelo, que possui uma única proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo. O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. Especialistas consideram o movimento importante, já que uma pessoa morre a cada 12 minutos no Brasil em razão de acidentes.

A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

“Este ano pensamos em fazer algo diferente e a abertura acontece no próximo dia 16, em Piracuruca, onde vai ser lançado o movimento a nível estadual, que visa a promoção da segurança no trânsito do Piauí. Desde 2011, no mês de maio, estamos enfatizando e chamando a sociedade para o assunto. A cor amarela simboliza atenção e a sinalização de advertência, por isso foi utilizada no movimento e estamos dando todo apoio aos municípios do Piauí”, explica Rose Piaulino, coordenadora do movimento e assistente social da Sesapi.

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações que o mundo inteiro realiza. Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos.

Comportamento mais responsável e seguro no trânsito

O Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) e demais órgãos ligados ao trânsito deram início, na segunda-feira (07), às ações educativas do Movimento Maio Amarelo, na Ponte Estaiada João Isidoro França. As ações têm por objetivo conscientizar, sensibilizar e levar a sociedade a refletir sobre o comportamento mais responsável e seguro neste ambiente.

Diretor da Escola Piauiense de Trânsito, Levi Gomes (Crédito: Waldelúcio Barbosa)

Levi Gomes, diretor da Escola Piauiense de Trânsito (EPT) do Detran, destacou que a temática este ano ("Nós Somos o Trânsito") busca mostrar a condutores e pedestres que é possível transformar as ruas e estradas em lugares mais seguros. Ela ressaltou a parceria com órgãos de trânsito, segurança e saúde no engajamento da divulgação do movimento no Piauí.

“O Detran, através da Escola Piauiense de Trânsito, em parceria com órgãos como Strans, Ciptran, Sesapi, Polícia Militar, PRF, está engajado em fazer com que a mensagem do Maio Amarelo se torne conhecida e possa refletir em todos os setores da sociedade. Para isso, nós abrimos o mês de maio com ações e blitze educativas, porque o nosso foco é atender a resolução da ONU em sensibilizar todos os envolvidos no trânsito para diminuir o número de lesionados e vítimas fatais do trânsito”, ressaltou. (W.B.)

(Crédito: Gabriel Paulino)

Segundo Levi Gomes, o Maio Amarelo vem reforçar o que o Detran desenvolve com ênfase, chamando a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. “Em cada abordagem, os nossos educadores, não apenas entregarão o material educativo, mas farão com que haja uma sensibilização por parte dos motoristas e motociclistas, já que somos responsáveis por nossas ações no trânsito, e ter consciência disso é escolher por obedecer às normas de trânsito, como não exceder o limite de velocidade da via, usar os equipamentos de segurança, como cinto e capacete. Isso é assegurar vidas”, pontua.

No mês de maio, o Detran também vai promover ações educativas em outros municípios do Piauí, como Campo Maior, José de Freitas, Cabeceira, Barras, Campo Largo, Matias Olímpio, São João do Arraial, Luzilândia, Joaquim Pires, Morro do Chapéu, Joca Marques, dentre outros. (W.B.)

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing