24/04/2018

PF FAZ BUSCAS NO GABINETE DE CIRO NOGUEIRA

COM AUTORIZAÇÃO DO MINISTRO EDSON FACHIN, POLICIAIS FEDERAIS ENTRARAM NO GABINETE DO SENADOR PIAUIENSE NO CONGRESSO NACIONAL

Senador Ciro teve gabinete vasculhado (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A Polícia Federal (PF) cumpre mandados em Brasília, nesta terça-feira (24), na Câmara dos Deputados e no Senado. Os alvos são o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), e o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE). Os mandados foram autorizados pelo ministro Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato. 


As buscas são em uma investigação que apura suposta obstrução de Justiça praticada por integrantes do PP. Os parlamentares teriam atuado para evitar que um ex-assessor de Ciro Nogueira colaborasse com as investigações em andamento no STF.

A PF comunicou aos presidentes da Câmara e do Senado para entrar nas Casas. Também é cumprido um mandado de prisão contra o ex-deputado Márcio Junqueira.

Os parlamentares são investigados por suposta prática de associação criminosa (artigo 2.º da lei 12.850/2013) com outros integrantes do PP em Brasília: Aguinaldo Ribeiro, Arthur Lira, Benedito de Lira, José Otávio Germano, Luiz Fernando Faria e Nelson Meurer.

Eduardo da Fonte, do PP, também é alvo da Polícia Federal (Foto: Leonardo Prado)

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, os parlamentares seriam integrantes do núcleo político de uma organização criminosa voltada ao cometimento de delitos contra a Câmara dos Deputados, entre outros, visando ‘a arrecadação de propina por meio da utilização de diversos órgãos públicos da administração pública direta e indireta’.

Em uma investigação decorrente, Fachin deferiu pedido da Procuradoria-Geral da República de arquivamento dos autos com relação a Simão Sessim, Roberto Balestra, Jerônimo Goergen, Eduardo da Fonte, Aguinaldo Ribeiro, Mario Negromonte Júnior e Waldir Maranhão.

COM A PALAVRA, CIRO NOGUEIRA
A reportagem do Estadão buscou o gabinete do senador em Brasília, mas não obteve nenhuma manifestação. O Política Dinâmica procurou a assessoria de imprensa do senador piauiense, mas também não teve nenhum retorno. 

Fonte: Estadão, via Política Dinâmica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing