23/01/2023

Pescador encontrado morto na praia da Pedra do Sal já havia sido resgatado do mar no Maranhão


O pescador piauiense encontrado morto na manhã desse sábado (21) na praia da Pedra do Sal, em Parnaíba, já havia sido resgatado em outubro de 2019, no litoral do Maranhão, após passar 20 horas no mar. De acordo com a Marinha do Brasil, Francisco das Chagas dos Santos Pinto, à época com 45 anos, havia caído de uma embarcação pesqueira que estava há cerca de 200 km da costa maranhense.


Assista vídeo:


Francisco das Chagas havia caído da embarcação por volta das 2h50 da madrugada de terça-feira, 1º de outubro de 2019. Os tripulantes chegaram a perceber, mas eles não conseguiram fazer o resgate por conta da visibilidade na região.

As autoridades foram acionadas e as buscas só foram iniciadas nas primeiras horas da manhã de terça-feira, 1º de outubro de 2019. Segundo a Marinha, Francisco só foi localizado por volta das 22h. O pescador que era natural de Parnaíba, foi resgatado por um navio mercante.



Após o resgate, ele foi levado por um helicóptero da Marinha para São Luís, e em seguida, foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento - UPA. O pescador foi ouvido e determinou a abertura de um inquérito para investigar as causas do acidente.

“Assim que a embarcação retornar para o seu local de origem que é em Parnaíba, será realizada uma perícia, e será feita uma oitiva dos tripulantes e dele também. Já entramos em contato com o armador da embarcação pesqueira, com o dono, que já está providenciando o traslado dele daqui para Parnaíba e lá ele será ouvido. Esse inquérito estamos verificando será aberto por aqui ou por lá”, explicou à época, Márcio Ramalho Dutra, capitão dos portos da Marinha.

Corpo de pescador é encontrado na praia da Pedra do Sal

O corpo do pescador Francisco das Chagas dos Santos Pinto, de 49 anos, foi encontrado em avançado estado de decomposição na manhã desse sábado (21) na praia da Pedra do Sal, em Parnaíba.



A Polícia Civil investiga se o crime pode ter ocorrido na região de Luís Correia e em seguida jogaram o corpo no mar. O corpo foi encontrado por pessoas que caminhavam pela praia e acionaram o Corpo de Bombeiros. Havia uma corda amarrada em uma das pernas e com uma âncora na ponta.

A polícia informou que não está descartado que tenha sido um homicídio, já que o corpo possuía sinais de violência. A Delegacia de Combate a Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio - DHTL de Parnaíba vai investigar o caso.

Matérias relacionadas:
Fonte: Portal do Rurik

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing