03/01/2023

DHPP: Segundo acusado de matar idoso após tentar furtar ovelha é preso, no Piauí

Miguel Ferreira de Matos foi espancado com socos e pontapés após tentar recuperar uma ovelha sua que teria sido furtada pelo preso e seu irmão.

DHPP: Segundo acusado de matar de idoso após tentar furtar ovelha é preso (Foto: Ivan Lima. Meio Norte)

O Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) realizou nesta segunda-feira (02), a prisão de José Williams Magalhães, segundo envolvido na morte de Miguel Ferreira de Matos, de 68 anos. O crime foi registrado no dia 29 de outubro de 2022, quando o idoso foi espancado com socos e pontapés após tentar recuperar uma ovelha sua que teria sido furtada pelo preso e seu irmão, que também foi preso por envolvimento no latrocínio.

O Meionorte.com apurou que a prisão foi realizada no bairro Recanto dos Pássaros, na zona Sudeste de Teresina, enquanto José Williams almoçava na casa de um familiar. Ele ainda tentou correr, mas foi alcançado pela equipe do delegado Bruno Ursulino. Ele chegou a confirmar a participação no crime junto com o irmão Jonathan, que foi preso em novembro do ano passado.

Miguel Ferreira de Matos era irmão do professor Emídio Marques da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Ele foi espancado até a morte em uma propriedade na região do 7 Ladeiras, zona Rural de Teresina. No dia da prisão de Jonathan, ele chegou a declarar que esteve no local, mas acusa o próprio irmão de ter cometido o crime.

Porém, de acordo com o delegado Bruno Ursulino, apenas um deles, principalmente no estado de alcoolismo e uso de entorpecentes em que eles se encontravam, não teria condição de dominar a vítima.

DHPP: Segundo acusado de matar de idoso após tentar furtar ovelha é preso (Foto: Meio Norte)

“A ação conjunta deles dois foi que permitiu agredir a vítima de tal forma que ele não resistiu aos ferimentos. Agora o irmão dele José Williams se encontra foragido. Metade do serviço está concluído com a prisão do Jonathan, a outra metade a gente segue firme nas investigações para que a gente possa estar o quanto antes realizando a prisão. Eles agrediram a vítima a base de pontapés, socos, tanto que lá no local a vítima portava uma arma de fogo artesanal e essa arma foi subtraída, ele nos revelou que de fato essa arma estava com ele mas deu fim, não nos revelou para onde foi. Isso é mais um ponto da investigação que demonstra que eles estavam lá no local e ele não nega, o que existe é a versão dele tentando tornar tudo que aconteceu mais favorável para ele”, afirmou o delegado.

José Williams Magalhães foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing