23/09/2022

Criminoso invade sala de aula da UFPI e tranca alunos e professora durante assalto, no Piauí

Universidade informou que está apurando a ocorrência junto com os setores responsáveis e vai se posicionar em nota. O g1 conversou com algumas vítimas.

Criminoso invade UFPI e tranca alunos e professora em sala de aula durante assalto em Teresina — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um assaltante armado invadiu a Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Teresina, durante as aulas que aconteciam na noite dessa quinta-feira (22). Cerca de 25 alunos e uma professora foram trancados dentro de uma sala da instituição, no Centro de Ciências da Educação (CCE), e tiveram pertences roubados.

Procurada pelo g1, a UFPI informou que está apurando a ocorrência junto com os setores responsáveis e vai se posicionar em nota.

A estudante do curso de pedagogia Clara Nascimento, de 23 anos, estava na sala de aula onde ocorreu o crime. Segundo ela, o assaltante chegou ao local por volta das 20h, parou em frente à porta e ordenou que a professora recolhesse objetos e aparelhos eletrônicos dos alunos.

"Entrou na sala dando boa noite, mas logo em seguida pediu que todos baixassem a cabeça e que a professora recolhesse os pertences. Porém ele não aguardou que todos fossem recolhidos, [ficou] falando palavras de ordem e amedrontando. Cinco pessoas perderam os celulares e joias", contou.

"Ele falou que a UFPI estava tomada, que só poderíamos sair depois de 30 minutos e nos trancou por fora, nos deixando presos e apavorados. Uma turma que é 90% composta por mulheres, e que a professora também já é de idade", relatou.

De acordo com a estudante, a turma permaneceu presa na sala de aula por aproximadamente 15 minutos e conseguiu sair somente depois que uma aluna, que não teve o celular roubado, ligou para o pai. O homem foi à universidade e acionou um funcionário para remover o cadeado.

Após o ocorrido, com receio, a turma solicitou aos professores da instituição o retorno das aulas remotas. Segundo eles, o clima é de insegurança.

"Não confio mais em estudar na UFPI à noite. É uma situação que nós, alunos, não estamos nos sentindo à vontade. Estamos solicitando aos professores que encerrem o período por meio de aulas online. Caso os professores aceitem, essa próxima semana iremos realizar as atividades de forma remota", destacou.

A Polícia Militar esteve no local, mas informou que as investigações devem ser feitas pela Polícia Federal. Ao g1, a Polícia Federal afirmou que não foi notificada da situação.

Fonte: Portal G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing