12/08/2022

PI: Justiça solta três tios de bebê que teria sido morto em ritual

Foto: arquivo pessoal

A Justiça soltou duas tias e um tio do bebê Wesley Carvalho Ferreira, de 1 ano e 9 meses, que está desaparecido desde o dia 29 de dezembro de 2021 e supostamente teria sido morto queimado em um ritual. Ao todo, 11 pessoas da família foram presas, sendo que sete já estão em liberdade. Os pais e os avós da criança estão com audiência de instrução e julgamento marcada.

Ao Cidadeverde.com, o advogado da família, Smailly Carvalho, informou que o pedido de soltura foi feito com base na negativa de autoria e materialidade.

"Justificamos o pedido de soltura baseado na negativa de autoria e da materialidade. Não está evidenciado que nenhum deles participaram do suposto crime. Além disso não foram encontrados nem indícios de que a criança tenha sido assassinada. A família espera que a polícia tenha outras linhas de investigação", disse o advogado Smailly Carvalho.

Nove meses após o sumiço não foram encontrados o bebê ou os restos mortais. A hipótese levantada é que a criança teria morrido de fome após passar 14 dias em jejum como parte do ritual. Durante a investigação foi coletado que a família cultuava um profeta, um adolescente de 12 anos, que é membro da família e era considerado uma espécie de Deus.

Os pais e avós da crianças foram denunciados pelo Ministério Público por homicídio e ocultação de cadáver. A audiência de instrução está marcada para setembro.

"Já solicitei também a soltura dos meus outros constituintes. Faltam provas, faltam indícios. O que se tem no processo são acusações genéricas", finaliza o advogado Smailly Carvalho.

Graciane Araújo
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing