22/07/2022

Demora do Estado em reduzir ICMS afetou o bolso do consumidor, diz presidente do Sindipostos

Segundo Alexandre, a redução da gasolina tem ajudado aos postos e tem aumentado o fluxo. 

Alexandre Valença, presidente do SindipostosJunior Santos/Lupa1

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) realizou fiscalização nos postos de combustíveis de Teresina e notificou seis fornecedores por irregularidades no cálculo do ICMS sobre a gasolina e o diesel comercializados. O resultado vem da Operação ‘De Olho na Nota’, deflagrada na última segunda-feira (18) na capital do Piauí.

Ao Lupa1, Alexandre Valença, presidente do Sindipostos, pontuou que o estado do Piauí demorou 20 dias para vigorar a lei 19/2002, onde fez muita diferença no bolso dos piauienses.

“A demora foi do Governo Estadual de passar. Foram vinte dias de espera que na minha opinião fez diferença no bolso de muita gente. Esses vinte dias, os postos foram rápidos, os postos em cinco dias já fizeram, vamos dizer assim, o dever de casa”, disse.

Ainda segundo Alexandre, a redução da gasolina tem ajudado aos postos e tem aumentado o fluxo. Por conta disso, a medida que o combustível baixa, os empresários sentem da mesma forma quando aumenta, ocorre uma retração.

“É muito benéfica isso, por dois motivos primeiro porque o pessoal até fala que dono de posto está torcendo pra baixar preço. Lógico, a gente torce pra abraçar preço quando o preço baixa, o nosso aumenta. Aquele cidadão por exemplo que tem um carro e uma moto e que estava usando a moto, às vezes, até em dia de chuva porque o combustível estava muito caro, né? Ele começa a andar de carro, então aumenta o consumo”.

Fonte: Portal Lupa1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing