18/05/2022

Suspeita de se passar por médica é solta durante audiência de custódia, no Piauí

A falsa médica foi presa em flagrante por estelionato pela Polícia Federal, quando tentava ministrar palestra na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PI), em Teresina.

Justiça Federal do Piauí — Foto: Divulgação

O juiz federal substituto Brunno Christiano Carvalho Cardoso concedeu, nesta terça-feira (17), liberdade provisória a Iaponyra Soares Pereira de Sousa e Silva, suspeita de exercício ilegal da medicina. Ela foi presa em flagrante por estelionato pela Polícia Federal, quando tentava ministrar palestra na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PI), em Teresina.

Na decisão, o juiz destacou que a suspeita se apresentou como médica neurologista com a finalidade de proferir palestra na sede da OAB-PI, quando na verdade é técnica em enfermagem. Foram encontrados na bolsa da suspeita um carimbo de médica e várias folhas com timbre de um hospital, além de uma ficha de atendimento com carimbo e assinatura de outra profissional.

Ao julgar a conversão da prisão em flagrante pela preventiva, o magistrado alegou que não viu como necessária para garantir a ordem pública, uma vez que a falsidade empregada deu-se para proferir palestra, não no exercício da medicina, de modo que não pôs em risco a vida de terceiros.

"Igualmente não vejo como se fundamentar a prisão no ceio de risco à aplicação da lei penal, pois a detida possui endereço fixo e conhecido, além de não possuir histórico algum em seu desfavor", disse.

O magistrado determinou medidas cautelares, como: comparecimento periódico em juízo para informar e justificar atividades e proibição de ausentar-se da comarca.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing