19/05/2022

Irmãos suspeitos de integrar facção e matar policial penal são julgados em Parnaíba, litoral do Piauí

Segundo denúncia do Ministério Público, os dois teriam matado José Silvino como "exemplo", pelo fato de ele ser um policial penal.

Fórum da Comarca de Parnaíba — Foto: Kairo Amaral/TV Clube

Os irmãos Cândido ouza Araújo e Rauellison de Souza Araújo estão sendo julgados nesta quinta-feira (19) no Tribunal do Júri pelo homicídio do policial penal José Silvino da Silva, então coordenador de disciplina da Penitenciária Mista de Parnaíba, em 22 de novembro de 2017.

Segundo o delegado Eduardo Aquino, a segunda testemunha a ser ouvida, os réus são faccionados integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC). O delegado iniciou as investigações do crime na época e realizou a prisão dos irmãos. Ele declarou que eles teriam matado o policial penal para servir de "exemplo" e impor as ações da facções.

“Silvino foi executado para 'representar', para dizer que prevaleceram sobre qualquer sistema e se impõe e de colocar a facção acima do estado e de qualquer servidor público”, disse em depoimento o delegado ao promotor de Justiça Márcio Carcará, durante o julgamento.

Alta periculosidade e extensa ficha criminal

O delegado disse ainda que os irmãos são faccionados e são de alta periculosidade. “Desde o começo, nos primeiros contatos com os dois réus, sentimos a periculosidade dos dois. Foram feitas interceptações, áudios, onde se vê a ousadia, um nível de afronta, por essas situações e o contexto comprobatório se vê o nível de periculosidade e afronta dos dois réus", disse o delegado.

"Rauellison é sentenciado a mais de 59 anos de prisão, sendo acusado em 6 processos pelos crimes de homicídio qualificado, tentativa de homicídio, receptação, latrocínio tentado, falsidade ideológica, associação criminosa, comunicação falsa de crime e disparo de arma de fogo", diz a denúncia do MP.

O documento informa ainda que "Cândido responde por 8 processos nos Estados do Piauí e Pará. No Estado do Piauí são 4 processos, sendo denunciado por homicídio qualificado tentado; fuga de pessoa presa ou submetida a medida de segurança; homicídio qualificado, associação criminosa, comunicação falso crime, falsidade ideológica; disparo de arma de fogo e latrocínio tentado".

No Pará, Cândido foi sentenciado a 4 processos, pelos crimes de roubo majorado; falsidade ideológica; roubo qualificado, bem como roubo e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. No total a pena de Cândido ultrapassa 33 anos de prisão.

Em 19 de março de 2018, os irmãos Cândido e Rauellison tentaram fugir da Penitenciária Mista Juiz Fontes Ibiapina, mas somente o Cândido conseguiu deixar a unidade prisional.

Morto em seu estabelecimento

Agente foi executado por dois homens em uma moto — Foto: Divulgação/Sinpoljuspi

A primeira testemunha ouvida foi Francisco Daniel, que era funcionário de Silvino no pet shop que a vítima tinha. Ele contou que no dia do crime duas pessoas chegaram em uma moto, um deles, de capacete, chegou ao local e perguntou pela vítima.

“Ele estava no depósito e foi se aproximando da frente da loja, quando o homem que já estava com a arma na mão atirou na cabeça dele e ele caiu no chão. O outro ficou em cima da moto ligada, também de capacete. Quando ele caiu eu corri para trás do balcão e ele ainda deu uns quatro ou cinco tiros”, afirmou Daniel.

Várias outras testemunhas devem ser ouvidas ainda nesta quinta-feira (19) para que os dois irmãos sejam julgados pelo conselho de sentença.

O crime

Segundo a denúncia do MP, no dia do crime, os dois estavam passando pelo estabelecimento da vítima quando reconheceram que Silvino era um policial penal e decidiram matá-lo.

Os dois utilizaram uma motocicleta emprestada e, para dificultar as investigações, informaram à polícia que o veículo tinha sido furtado. Assim, devem responder também por falta comunicação de crime.

"Ao perceberem se tratar de agente penitenciário, decidiram matá-lo (...) por motivo fútil e torpe, com emprego de meio cruel e recurso que tornou impossível ou dificultou a sua defesa e ainda por ser Agente Penitenciário", informou o Ministério Público.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing