08/10/2021

Família de jovem acusado de aplicar golpes em mulheres devolve R$ 2.000,00 a uma das vítimas

Uma outra vítima, que teria perdido R$ 800,00, também foi ressarcida pela família do acusado, em uma segunda lição moral

Imagem ilustrativa

A vida não é feita só de acertos, mas tudo pode se transformar. A família do jovem motorista de aplicativo Leandro Mesquita de Santana, preso após investigação do 1º Distrito Policial sob suspeita de estelionato, ressarciu ao menos duas das vítimas. Uma no valor de R$ 2.000,00, residente ela no bairro Acarape. Uma outra, do bairro São João, foi restituída em R$ 800,00, segundo informações preliminares.

Também segundo as informações iniciais, as devoluções fazem parte de um acordo promovido pelo Ministério Público do Estado (MPE-PI), através da promotora de Justiça Gianny Vieira.

“A intenção era amenizar o constrangimento” por que passaram as vitimas, é o entendimento que ecoou do MPE-PI.

Mesquita é acusado de aplicar vários golpes em mulheres, em Teresina. Antes de ser preso, o jovem foi localizado pelo Blog Bastidores, do 180graus.com, e disse que alguém estava usando seu nome para aplicar golpes na praça. Era confiante e argumentador, tinha resposta para todas as perguntas e não parecia se esquivar delas.

A polícia, no entanto, não acreditou nessa versão e sustentou que era ele próprio quem aplicaria os golpes na praça, vez que foi reconhecido por várias vítimas mulheres.

Quando do término das corridas via aplicativo, as vítimas relatavam que Leandro, que tinha uma conversa crível e era hábil com as palavras, dizia que o pagamento não estava creditando, daí então apresentava máquinas para que as passageiras passassem cartões de débito.

Em meio à pressa das vítimas, ou por algum outro motivo, elas não olhavam o que estavam pagando, mas digitavam a senha, ato resultante de confiança em alguém que parecia gentil e educado. Apontaram as autoridades.

Como se observa há vítima que perdeu R$ 2.000,00 e relatos de valores maiores ainda, a exemplo de Maria Sobrinha, que teria perdido R$ 3.176,00, segundo o Ministério Público Estadual.

Mesquita foi preso início de julho. Tem a chance de recomeçar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing