26/10/2021

Áudio mostra desespero do primo que presenciou morte de estudante no PI

Além dos pais e uma irmã caçula, Amós deixou, também, a namorada Elizabete Macedo, que carrega está grávida do jovem

Amós era estudante de engenharia e trabalhava como motorista de caminhão

O trágico acidente que causou a morte do jovem estudante de engenharia civil, Amós Ângelo Carvalho Ribeiro, de 22 anos, natural de Belém do Piauí, foi presenciado por seu primo, Jetro Ribeiro, que passava pela rodovia estadual PI-247, no município de Uruçuí, no momento em que tudo aconteceu, na tarde do último sábado, 23.

Jetro já havia descarregado no trecho em obras a carga de asfalto usinado que transportava, e seguia rumo a Floriano. Em certo ponto ele pegou o celular para enviar uma mensagem para o primo Amós, que também trabalhava transportando asfalto. Jetro queria informar que mudaria a rota, que iria pela cidade de Antônio Almeida.

No momento em que enviava o áudio, avistou um caminhão transitando em sentido contrário, descendo a ladeira aparentemente desgovernado. Jetro conta que manobrou seu caminhão para o acostamento. Logo que cruzou com ele, a caçamba que era conduzida por Amós colidiu violentamente na traseira de uma outra. No áudio, é possível ouvir o forte barulho da batida.

Naquele momento, Jetro conheceu o caminhão e descobriu que seu primo havia se acidentado. Jetro ficou desesperado, desceu do seu caminhão e saiu correndo em direção a Amós. “Meu Deus do céu. Um negócio desse aí, Jesus. É o Amós”, gritava.

Em entrevista ao Portal Cidades na Net, Jetro afirmou que não consegue esquecer a cena do acidente. “Ainda estou em choque, sem acreditar. Nunca pensei de ver uma coisa daquela, um acidente com um companheiro de trecho, e ainda mais ele, que era meu amigo, meu conterrâneo. É uma cena que vou levar pra vida. Não tem como esquecer”, disse.


Jetro Ribeiro, primo de Amós - Foto: Reprodução/Cidades na Net

Amós ficou preso às ferragens e gravemente ferido, chegou a ser socorrido pelo SAMU, levado para o Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, mas não resistiu e faleceu na manhã de domingo, 24 de outubro.

A notícia do grave acidente deixou abalada a população da pequena cidade de Belém do Piauí. E na manhã do domingo, veio a notícia de que Amós não havia resistido. O sentimento de tristeza tomou a cidade.

Amós tinha apenas 22 anos, era filho do casal Moisés Ângelo Ribeiro e Maria da Conceição Carvalho Rodrigues. Seu pai foi vereador do município por vários mandatos. Ele estava cursando o ensino superior, no curso de engenharia civil, curso que iria concluir em junho de 2022.

Além dos pais e uma irmã caçula, Amós deixou, também, a namorada Elizabete Macedo, que carrega um fruto do relacionamento. Ela está grávida. A gestação havia sido descoberta há poucos dias e, segundo amigos próximos, Amós estava muito feliz com a notícia de que ia ser pai.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing