30/09/2021

Vídeo mostra ação policial que resultou na morte de um inocente; PMs vão se apresentar

Foto: imagem enviada ao Portal Cidadeverde.com

Os policiais que estavam na perseguição a um bandido na noite desta terça-feira (28) que terminou na morte de um cidadão na Santa Maria da Codipi, na zona Norte de Teresina, serão apresentados à Corregedoria da Policia Militar na manhã desta quinta-feira. Na ação, Cândido Constâncio Filho, que estava na porta do comércio onde trabalhava, foi atingido por um disparo de arma de fogo e morreu na hora.

Segundo o advogado Marcos Vinicius Brito, que defende dois dos três policiais que participaram da perseguição, a perícia nas armas será fundamental para que o caso seja individualizado e só quem efetuou o disparo seja punido. Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento que o comerciante foi morto. (veja abaixo)

“Após analisar as imagens concluímos que ali foi um crime militar. Ou foi imperícia, imprudência ou negligência, mas vontade de matar não foi. Não sabemos de quem partiu a bala. Vamos entregar as três armas e esperamos os exames de balísticas para que a gente possa individualizar a conduta ”, disse o advogado.

Nas imagens é possível identificar um suspeito de camisa branca correndo e logo em seguida a chegada dos policiais militares, que se aproximaram da vítima do disparo.

O advogado confirmou que dois policiais estavam fardados e o terceiro não. A defesa é contra a prisão dos três PMs ao se apresentarem. “Mandar prender todos os três não. O cara se vira e claramente ele dispara a arma. Mas quem foi quem disparou? Qual foi a bala que matou? Esse ponto que queremos que a perícia nos diga. Tem que ser retirado o projetil da vítima para ser feita a comparação”, explica.

A defesa não descarta ainda a possibilidade da pessoa que estava sendo perseguida ter atirado.

“E se tiver sido a pessoa que eles perseguiam? Que pague quem cometeu o delito. É uma vida que se perde, sentimos muito, mas infelizmente temos que entender que quem deve pagar é quem cometeu o delito. Quem disparou que seja o responsável. É um crime militar, não foi um crime comum, quando há intenção de matar, foi a chamada bala perdida”, afirmou.

Os policiais serão apresentados por volta das 8h30.


Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing