04/08/2021

Acusado de matar pai e filho em briga por vaca será julgado pelo Tribunal do Júri em Buriti dos Lopes


O juiz José Carlos da Fonseca Lima Amorim, da Comarca de Buriti dos Lopes, determinou o julgamento pelo Tribunal do Júri, de José Carlos da Silva, que é acusado de matar pai e filho após briga por uma vaca, no dia 27 de janeiro de 2019.

O julgamento vai acontecer no 16 de dezembro deste ano a partir das 8h, no auditório da Câmara Municipal de Buriti dos Lopes. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Piauí de 30 de julho.

José Carlos da Silva é acusado pelos assassinatos de Leôncio Alves da Silva, de 73 anos, e Antônio Francisco de Sousa Silva, de 37 anos, que são respectivamente pai e filho.

Denúncia
Segundo denúncia apresentada pelo Ministério Público, o crime ocorreu no dia 27 de janeiro de 2019, por volta das 16h, na localidade Mundo Novo, na Zona Rural do município de Bom Princípio do Piauí.

Consta nos autos do processo que o acusado teve uma discussão com o idoso Leôncio Alves da Silva e efetuou um disparo de arma de fogo, que atingiu o homem na barriga e ele morreu imediatamente. Quando Antônio Francisco tentou socorrer o pai, ele também foi atingido com um tiro.

Segundo o Ministério Público, o motivo da discussão entre o acusado e as vítimas foi uma vaca. Isso porque no mesmo dia do crime, por volta das 10h, o acusado enviou um recado para a vítima, informando que uma vaca, de propriedade do idoso, havia entrado no seu sítio. O idoso foi com os filhos até o local retirar o animal da propriedade do acusado.

“Leôncio Alves da Silva conduziu o animal para fora do sítio, dispondo-se a pagar todo o prejuízo gerado pelo incidente. Não obstante a resolução do conflito, assim que verificou que o animal estava fora de sua propriedade, o denunciado alterou-se e passou a inquirir as vítimas e demais parentes acerca de sua permissão para retirada do semovente de suas terras, ocasião em que, valendo-se de apetrecho bélico que portava, efetuou disparos contra as vítimas, vindo ambas a óbito no local”, destacou o MP na denúncia.

José Carlos foi preso no dia 30 de janeiro de 2019, e depois encaminhado para a Penitenciária Mista Juiz Fontes Ibiapina, em Parnaíba, onde permanece preso.

Com informações: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing