09/06/2021

Acusado de matar esposa com 26 facadas vai a Júri Popular por feminicídio no litoral do Piauí

Crime aconteceu em junho de 2018 em Luís Correia. Selene Veras Roque morreu dentro da casa onde morava.

Professora foi morta com mais de 20 facadas no litoral do Piauí — Foto: Reprodução/Facebook

Raimundo Neto Pereira, 34 anos está sendo julgado por júri popular pelo crime de feminicídio contra a própria esposa, Selene Veras Roque, morta com 26 facadas em junho de 2018, em Luís Correia, litoral do Piauí. O G1 tentou, mas não conseguiu contato com a defesa do acusado.

A primeira audiência do caso, de instrução e julgamento, aconteceu em julho de 2018, na ocasião, a defesa do acusado afirmou que ele estava "fora de si" no momento do crime e que por isso não poderia responder por ele.

Contudo, um exame de sanidade mental atestou que o réu tinha total consciência do que fazia no momento do crime.

Desta forma, o acusado foi considerado imputável, ou seja, pode ser punido de acordo com o previsto no Código Penal.

O crime
Segundo a perícia criminal, a vítima sofreu 26 perfurações de facão dentro da residência onde morava.

A Polícia Miliar informou que o crime aconteceu depois que Raimundo buscou a esposa na universidade, em Parnaíba, cerca de 70 km distante da residência do casal.

“A informação que recebemos é que eles sempre discutiam, mas nada de muito grave. Após cometer o crime, ele correu na casa de um cunhado ao lado, chegou a confessar o que tinha feito e fugiu”, informou a PM.

O facão utilizado no crime foi apreendido dentro da residência do casal. As perfurações atingiram o pescoço, abdômen, tórax, braços e as costas da professora.

Fonte: Portal G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing