06/01/2021

Adolescente toca fio desencapado e morre ao sofrer descarga elétrica no Piauí

Reprodução

Uma adolescente de 13 anos morreu vítima de descarga elétrica na cidade de Oeiras. Ela foi identificada como Tânia Évila de Sousa Osório. A morte ocorreu na noite de segunda-feira (04). Familiares relatam que a adolescente tocou um fio desencapado no quintal da casa onde reside na zona rural da cidade. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado e ir até a casa, mas a vítima veio a óbito no local. 

Primeiros Socorros 
O médico socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), James Ricardo, lamenta que ainda ocorra mortes no país como consequência desse tipo de situação. 

“O que deve ser feito inicialmente, e todos precisam estar cientes disso, é tentar – se possível – afastar o acidentado da fonte a qual ele foi eletrocutado. Essa é a primeira medida: desligar a fonte de energia. Se isso não for possível, o segundo passo é tentar puxar a vítima para o mais distante possível do local onde ocorreu o acidente, usando material não condutores (de energia) como madeira, borracha, pedaços de pano. Só depois, acionar o Samu ou se possível acionar concomitantemente, e esperar a ambulância”. 

Além disso, ele alerta que remover o corpo de uma vítima de descarga elétrica não é a prioridade inicial porque o choque poderá fazer mais vítimas. “Nunca tente remover de imediato a vítima, pois poderemos ter mais uma vítima no acidente”.

O médico também explica a situação da vítima estar ou não consciente após a descarga elétrica. 

“Caso a pessoa esteja consciente, a medida é deixá-la deitada de lado e aguardar o socorro médico. Se a pessoa estiver inconsciente, respirando ou não, iniciar a massagem cardiorrespiratória desde que ela já esteja longe da fonte de energia até o socorro médico chegar”. 

Celular 
O médico alerta que aumentou o número de vítimas que sofrem descarga elétrica durante uso do aparelho celular conectado à fonte de energia. Os choques podem ser mais recorrentes caso os aparelhos não sejam de fabricantes originais ou – ainda que original – o uso ocorra durante a chuva. 


“A maioria das ocorrências foram em domicílio com o manuseio do celular conectado à tomada. Normalmente, isso ocorre quando não se tem materiais originais: acontece o superaquecimento e acaba que a pessoa sofre a descarga elétrica. Então, muito cuidado ao manusear o celular se ele estiver ligado a uma fonte elétrica”. 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing