28/11/2020

Pandemia, racismo, acesso à internet: professor aponta possíveis temas da redação do Enem 2020

Para o professor de redação Thiago Morais, a prova de redação pode discutir temas que estiveram no centro do debate em 2020: a pandemia do coronavírus, os cuidados com a saúde e o racismo.

Enem 2020: vestibular em tempos de pandemia — Foto: Agência Brasil

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal porta de entrada para o ensino superior no Brasil, é o grande mistério que costuma tirar o sono dos candidatos. Para o professor de redação Thiago Morais, o exame pode discutir os temas que estiveram no centro do debate em 2020: a pandemia do coronavírus, os cuidados com a saúde e o racismo.

Temas da redação

Pandemia de coronavírus
Paciente é reanimado dentro da UTI para Covid-19 do Hospital Jayme Santos Neves, no ES — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Para o professor Thiago, há muitas temáticas relacionadas à pandemia de coronavírus que podem ser se tornar tema da redação do Enem. “O pleno acesso aos serviços de saúde pública no Brasil, por exemplo. Ou sobre os novos hábitos de higiene dos brasileiros. Ou ainda: que dificulta a qualidade da saúde do brasileiro? Temas relacionados a isso podem ser cobrados”, comentou.

Ainda sobre a pandemia, o tema de redação pode debater questões relacionadas ao autocuidado, seja discutindo os novos hábitos de higiene pessoal, seja discutindo os cuidados com a saúde mental, tão desafiada durante o período de isolamento social.

Democratização do acesso à internet
Formato EAD trouxe centenas de alunos durante pandemia — Foto: Divulgação Fazu

Em 2019, o tema da redação do Enem “Democratização do acesso ao cinema no Brasil” pegou a maioria dos estudantes de surpresa. Para o professor Thiago, uma discussão sobre a democracia pode voltar a ser tema. Em 2020, o tema poderia discutir o acesso à internet no país.

“Esse ano, vimos que muita gente teve dificuldades com o acesso à internet, principalmente de aulas de ensino à distância. Seja por falta do aparato governamental, dificuldades de comprar os equipamentos, ou pela questão de qualidade da rede de internet”, comentou.

Racismo
Manifestação em frente ao Carrefour, em Porto Alegre — Foto: Matheus Beck/G1

Segundo o professor, o racismo, um dos assuntos mais discutidos no Brasil e em todo o mundo em 2020, também pode se tornar tema da redação do Enem.

“Tanto o racismo velado como o incisivo e o estrutural foram muito debatidos esse ano no mundo inteiro. Tivemos os protestos por conta do assassinato do segurança George Floyd, nos EUA, que reverberaram em vários países da Europa, e até o no Brasil”, lembrou.

Meio Ambiente
Novos incêndios foram registrados em alguns pontos do Pantanal nos últimos dias, após fogo diminuir no bioma — Foto: Silvio de Andrade/Governo de MS

O meio ambiente também foi um dos assuntos mais discutidos durante o ano de 2020, e o Brasil foi o centro do debate mundial por conta dos casos de incêndios florestais na Amazônia e no pantanal mato-grossense.

“Quando fala em meio ambiente, a gente consegue lembrar facilmente das queimadas no pantanal. É um tema que pode ser discutido sob várias frentes: a inobservância do poder público, as ações de pessoas que causam incêndios, e muitas outras”, enumerou.

Dicas de estudo
Professor de redação, Thiago Morais. — Foto: Andrê Nascimento/G1

Para estar preparado para a prova, o estudante precisa estar antenado nos principais assuntos e afiado na prática da escrita. O professor Thiago disse que o candidato deve observar esses dois fatores básicos para se dar bem da redação.

“O candidato tem que buscar ler editoriais, artigos de opinião, revistas, jornais e se mantar atualizado. E não simplesmente ler qualquer coisa, mas buscar publicações de respaldo”, comentou.

Uma dica do professor é buscar tanto os temas mais importantes do ano, que listamos acima, como assuntos “fora da curva”.

“Ano passado, ninguém esperava que o Enem fosse cobrar a questão do cinema. Por isso, eu passo aos meus alunos temas que são discutidos, mas não tanto quanto esses: liberdade de expressão, doação de sangue, hábitos alimentares... se o estudante consegue produzir textos para o que é esperado e para o que é fora da curva, ele com certeza é um candidato mais competitivo”, explicou.

Para desenvolver a escrita, não há segredo: é preciso praticar. O professor Thiago recomenda que o estudante produza, no mínimo, uma redação por semana até o dia da prova. “Tenho alunos que escrevem duas, três redações por semana. Esses, com certeza, estão mais próximo da aprovação”, disse.

Fonte: Portal G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing