23/10/2020

Suspeito de liderar facção no PI e MA é preso com carro roubado, droga e pistola

Laércio Augusto Dias estava foragido da Justiça do Piauí após romper a tornozeleira eletrônica minutos depois de sair da Cadeia Pública de Altos.

Suspeito de liderar facção no Piauí e Maranhão é preso com carro roubado — Foto: Divulgação/PM-MA

O homem apontado como líder da facção criminosa conhecida como 'Bonde dos 40' foi preso novamente nesta quinta-feira (22) com outros dois integrantes do grupo na zona rural de Timon, Maranhão. O suspeito identificado como Laércio Augusto Dias estava foragido da Justiça do Piauí após romper a tornozeleira eletrônica minutos depois de sair da Cadeia Pública de Altos.

De acordo com o 11º Batalhão de Polícia Militar do Maranhão, os policiais chegaram até os suspeitos após serem acionados por uma empresa de de rastreamento, que pediu apoio para verificar um carro roubado e com rastreio na zona rural de Timon. Ao chegar ao local, a polícia localizou o veículo roubado no bairro São Francisco em posse dos três homens.

Segundo a PM, Laércio foi flagrado portando uma pistola cal.380. Ele estava com mandado de prisão em aberto por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

Já o segundo suspeito encontrava-se com mandado de prisão em aberto por homicídio no estado do Piauí. Além do carro e da pistola foram localizados 21 cartuchos intactos e dois deflagrados de cal.380 e mais seis cartuchos de calibre 12, sendo um deflagrado, além de um papelote de droga semelhante a maconha.

Prisões
Armas e dinheiro encontrados com Laercio Augusto Dias durante a prisão em Teresina — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Laércio Augusto Dias, de 22 anos, foi preso com a namorada durante uma operação das polícias do Piauí e do Maranhão em setembro. Ele foi flagrado com uma arma de fogo, cerca de R$ 30 mil e um automóvel, em um condomínio na Zona Sudeste de Teresina.

Ainda na operação, os policiais cumpriram um mandado de prisão contra o Laércio pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, expedido pela Justiça de Timon (MA).

No entanto, o desembargador Pedro de Alcântara, do Tribunal de Justiça do Piauí, entendeu que a posse ilegal da arma de fogo não era fundamento suficiente para a prisão preventiva de Laércio, que foi convertida em medida cautelar. O suspeito foi posto em liberdade, mas rompeu a tornozeleira eletrônica minutos depois de sair da Cadeia Pública de Altos e era considerado foragido.

Alvo de tiroteio em bar de Timon
Bar onde ocorreu o tiroteio fica na zona rural de Timon (MA) — Foto: Reprodução/TV Clube

Conforme o juiz Valdemir Ferreira Santos, que decretou a prisão preventiva de Laércio, o líder da facção criminosa seria o alvo dos criminosos que dispararam mais de 50 tiros em um bar no povoado Piranhas, em Timon, no dia 1 de agosto de 2020.

No tiroteio foram mortos Camila Gabriely Lopes Oliveira, 30 anos, e Carlos Eduardo dos Santos Valadão, de 23 anos, e três pessoas ficaram feridas. As vítimas, segundo a Polícia Civil do Maranhão, foram atingidas por balas perdidas.

Fonte: Portal G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing