15/10/2020

Policia cerca assaltantes que explodiu banco e fez 7 pessoas reféns; um morre no confronto no Piauí

Reprodução

A Polícia Militar do Piauí cercou a quadrilha que explodiu e assaltou o Banco do Brasil de Miguel Alves na madrugada do último domingo (4). No confronto, que acontece na zona Rural do município de União, um dos bandidos morreu. A informação foi confirmada pelo comandante geral da Polícia Militar, Coronel Lindomar Castilho.

"Estamos há dez dias em União. Teve um confronto e um veio a óbito. O restante está no cerco", disse o comandante.

Ainda segundo Lindomar Castilho, parte do dinheiro levado do banco foi recuperada. Um fuzil de calibre 762 foi apreendido pela polícia.

O assalto
Câmeras de segurança flagraram o momento em que moradores foram mantidos reféns durante assalto. O bando que invadiu a cidade tinha pelo menos dez integrantes. As pessoas que foram levadas na fuga foram liberadas cerca de 1 km de Miguel Alves. A explosão deixou um rastro de destruição na agência. 

Dois carros levados na ação foram encontrados no povoado Estrela, entre os municípios de Miguel Alves e José de Freitas. 

Em 2013, o mesmo banco foi alvo de uma ação criminosa que terminou com uma tragédia. Na época, o gerente Ademiston Rodrigues Alves, 34 anos, foi morto com um tiro. Três criminosos também foram mortos no confronto com policiais. 

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing