13/08/2020

Quatro PMs são indiciados por tortura a homem que furou barreira sanitária no Piauí

Foto: Clica Luzilândia

Quatro policiais militares do Piauí foram indiciados pelo crime de tortura com o resultado morte. A vítima teria sido agredido pelos PMS após furar uma barreira sanitária na cidade de Luzilândia, no interior do estado. O caso ocorreu no mês de maio logo após Raimundo Nonato Lima passar mal na delegacia onde teria chegado com sinais de agressão física. 

Após furar a barreira, os PMs investigados foram à casa da vítima onde teriam o espancado antes de levá-lo à delegacia. 

O delegado Genival Vilela, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foi designado para apurar o caso e conta que, durante o inquérito policial, testemunhas relataram que ouviram gritos da vítima durante a suposta sessão de espancamento. Na casa de Raimundo Lima foram recolhidos objetos com marcas de sangue. 

"Algumas testemunhas contaram que ouviram barulho de pancada e que a vítima teria apanhado muito. A maior parte das agressões físicas ocorreram dentro da casa da vítima, de acordo com testemunhas que também relataram ter visto a vítima pegando um soco na barriga. O médico legista apontou que ele morreu após tortura", explica o delegado.

O caso já foi enviado à Justiça.
Na época do crime, os PMs foram afastados e foi determinado a abertura de um inquérito policial militar. O Cidadeverde.com tentou contato com a assessoria de comunicação da PM-PI para saber a atual situação dos policiais militares, mas não obteve retorno até o momento. 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing