12/08/2020

Polícia indicia por homicídio marceneiro que fez 'cerca elétrica' que matou criança

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

A Polícia Civil do Piauí indiciou por homicídio doloso o marceneiro que energizou a cerca de arame farpado da própria residência e acabou resultando na morte de uma criança de oito anos de idade. O caso ocorreu em julho, no Parque Brasil II, zona Norte de Teresina. A menina morreu eletrocutada ao tocar na cerca elétrica clandestina quando tentava pegar seriguelas. 

O delegado José Erisvaldo Machado, titular do 22º Distrito Policial, conta que o suspeito prestou depoimento nessa terça-feira (11) e foi à delegacia acompanhado por um advogado. Por ter expirado o flagrante, ele foi não foi preso, mas o delegado adianta que vai pedir a prisão preventiva. 

"Vou remeter o inquérito policial à Justiça até o fim desta semana. Ele confessou que energizou a cerca por causa de ladrão, que sempre a desligava durante o dia e só deixava ligada à noite, mas nesse dia esqueceu", explica o delegado. 

Ele ressalta que o indiciamento se deu por homicídio doloso porque o suspeito assumiu o risco de matar. 

"Teve dolo a partir do momento que ele eletrizou a cerca. Já tinha matado animais, sido advertido por populares de que aquela cerca poderia matar alguém e mesmo assim não tomou nenhuma providência. A vítima foi uma criança, mas poderia ser qualquer pessoa", explica o delegado. 

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

A Polícia Civil aguarda ainda o resultado do laudo pericial. Além de homicídio doloso, o marceneiro pode responder por furto. As investigações apontam que a cerca elétrica clandestina era energizada de forma irregular por meio de uma ligação feita em uma casa abandonada. 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing