18/08/2020

Mãe de criança que foi raptada e sofreu tentativa de estupro pede que caso não fique impune

Fotos:reprodução/TvCidadeVerde/Mãe esteve com a filha na DPCA

A mãe da menina de oito anos que foi raptada e sofreu uma tentativa de estupro no final da manhã desta segunda-feira (17), no Parque Jacinta, zona Sul de Teresina, registrou Boletim de Ocorrência da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA). Ela faz um apelo para que o caso não fique impune. 

A dona de casa, de 38 anos, contou à Polícia Civil que a filha e um amigo, outra criança, estavam indo para um comércio próximo à residência da família quando um motoqueiro raptou a menina .

Ainda na rua da casa, antes de chegar ao mercearia, o motoqueiro ofereceu R$20 para quem o levasse para a casa de uma pessoa conhecida dele. "Essa pessoa não existe, nem no bairro mora. Então foi isso que ela me falou. Ela montou na moto e ele saiu com toda pressa. Ela falou pra mim que ele tentou tirar a roupa dela e tentou estuprá-la, mas não deu certo porque ela saiu correndo", conta a mãe.

A tentativa de estupro ocorreu em um matagal localizado a uns 2km da casa da criança . A menina conseguiu correr, foi para rua da casa onde mora e vizinhos a socorreram. A Polícia Militar foi acionada e faz buscas para tentar localizar o suspeito. O homem estava numa motocicleta de cor azul e câmeras de segurança flagraram o momento em que ele sai com a vítima.

Mãe pede que crime não fique impune

"Ela viu o rosto dele, roupa, tudo. Deu todas as dicas para o policial. Eu peço que não deixem impune. Não aconteceu nada com ela muito grave, mas pode acontecer com outra criança, porque ele está solto, estão à procura, então qualquer uma pra ele é alvo",pede a mãe. 

Imagem de câmera de segurança flagrou o suspeito passando com a criança na garupa da moto, pouco tempo depois do rapto

A criança ainda não foi ouvida pela Polícia Civil. O depoimento será colhido através de uma escuta qualificada apenas na quinta-feira (20).

Após registrar o Boletim de Ocorrência a mãe e a criança foram encaminhadas para o Serviço de Apoio à Mulher Vítima de Violência Sexuais (Samvis). 

Até às 18h desta quinta-feira nenhum suspeito havia sido localizado. 

Izabella Pimentel e Clebson Lustosa
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing