26/08/2020

Dois adolescentes são apreendidos suspeitos de matar PM no Piauí

De acordo com o delegado Genival Vilela, um dos menores contou ter atirado no policial após ele tentar fugir do assalto.

Lídio Mesquita era policial militar do 13°BPM — Foto: Reprodução /Instagram

Dois adolescentes suspeitos de matar o policial militar Lídio Roberto de Sousa Mesquita foram presos, nesta terça-feira (25), no bairro Buenos Aires, Zona Norte de Teresina, e Timon, no Maranhão. A vítima levou um tiro na nuca durante um assalto no dia 22 de julho e teve a moto levada pelos criminosos.

Os dois suspeitos de 17 e 16 anos foram ouvidos pelo delegado Genival Vilela, no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e serão encaminhados para a Delegacia do Menor Infrator.

"Através da investigação chegamos ao primeiro suspeito e o mesmo entregou o seu comparsa, que estava em Timon. Os dois confessaram o crime e foram reconhecidos por testemunhas. Eles contaram ter abandonado a moto da vítima em um matagal na cidade de Timon, mas ainda não a encontramos", informou o delegado.

De acordo com Vilela, um dos menores contou ter atirado no policial após ele tentar fugir do assalto. O delegado confirmou que os dois suspeitos têm passagens pela polícia.

Conforme imagens de uma câmera de segurança do local, Lídio estava passando de moto pela Rua Londrina, Vila São Francisco, na Zona Norte da cidade, quando foi parado pela dupla e derrubado do veículo. O soldado foi atingido com um tiro na nuca. Ele não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

Suspeitos mortos em confronto

Dois homens foram mortos durante confronto com a Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), no dia 24 de julho, na região da Santa Maria da Codipi, Zona Norte de Teresina. Na época, a polícia apontou eles como suspeitos de participação na morte do policial Lídio Roberto.

Ao G1, o delegado Genival Vilela revelou que os dois homens mortos não eram os suspeitos do crime. A Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) não informou se vai apurar a ocorrência.

"Não sabemos se eles tinham passagem pela polícia ou estavam fugindo de algum crime. A certeza que temos é que eles não são os suspeitos de matar o policial Lídio", declarou.

Fonte: Portal G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing