25/08/2020

Barracas são notificadas por exceder o limite de clientes por mesa em Luís Correia, no Piauí

Decreto que autorizou volta do turismo estabeleceu limite de 4 pessoas por mesa como medida de segurança para evitar disseminação do novo coronavírus. Turistas sentem mudanças.


Barracas de praia voltam a funcionar com limitação de clientes e distanciamento entre mesas — Foto: Arquivo Pessoal/Marcela Marreiros

Duas barracas de praia foram notificadas durante o primeiro fim de semana após o decreto que estabeleceu a volta do turismo em Luís Correia, a 338 km de Teresina, no Litoral do Piauí. Os estabelecimentos foram autuados por descumprimento do limite da quantidade máxima de clientes por mesa, que é de até quatro pessoas.

De acordo com a Vigilância Sanitária, é dever do estabelecimento realizar a orientação já na chegada dos clientes e fiscalizar se os protocolos de segurança estão sendo cumpridos.

A Polícia Militar do Piauí informou ao G1 que não participou das abordagens com a Vigilância Sanitária nesse fim de semana, e o Ministério Público afirmou que até o momento não foi comunicado das ocorrências envolvendo descumprimento do decreto municipal.

Barracas de praia voltam a funcionar com limitação de clientes e distanciamento entre mesas — Foto: Arquivo Pessoal/Marcela Marreiros

O tenente Mesquita Júnior, da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTUR), disse que a PM realizou policiamento ostensivo na região e que houve uma ocorrência envolvendo uma remoção de uma motocicleta que estava na orla, onde é proibido trânsito de veículos.

Turista sente mudanças

A nutricionista Marcela Marreiros, que é natural de Teresina, esteve no litoral piauiense nesse fim de semana, e informou que a movimentação estava tranquila.

“Na [Praia de] Atalaia, tinham poucos carros, a maioria das barracas não voltaram a funcionar e as que estavam funcionando havia poucas pessoas", contou.

Marcela relatou que na pousada onde ficou hospedada houve mudança no funcionamento, para atender as medidas de segurança sanitária.

"Para tomar o café da manhã eles avisam quando podemos ir ao refeitório, é organizado em grupos. Os funcionários de máscara e álcool em gel disponibilizado na pousada e nas barracas", disse.

Decretos no Piauí de isolamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas.

Aulas em escolas e universidades, a maioria das atividades comerciais, esportivas e de serviços em geral estão suspensas por tempo indeterminado.

Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

O uso de máscaras em locais públicos tornou-se obrigatório em todo o estado. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta (veja vídeo), uso de álcool em gel, sempre usar máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar). Um guia ilustrado preparado pelo G1 ajuda a tirar dúvidas.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing