27/06/2020

Polícias apreendem 226,6 kg de drogas no Piauí durante a pandemia

Crédito: Depre-PI.

No Dia Internacional Contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas, o Piauí mostra que muito ainda precisa ser feito no combate ao crime. Ao todo foram apreendidos 226,6 kg de drogas no Piauí ao longo de 2020, mesmo em condições da crise sanitária provocada pelo novo coronavírus. 

O dia 26 de junho traz uma reflexão para coibir o uso indiscriminado de substâncias psicotrópicas de forma ilegal26/06/2020

Os dados são das Polícias Civil e Militar do Piauí, que juntas apreenderam 124 kg de drogas durante o ano, sendo 64 kg de maconha e 60 kg de cocaína. Já a Polícia Rodoviária Federal apreendeu no Estado 64,8 kg de cocaína, 10,4 kg de crack e 27,4 kg de maconha, além de 450 anfetaminas.

Somente com abordagens é possível combater este tipo de crime. É o que explica o Inspetor Alexsandro Lima, porta-voz da PRF-PI. "Nós temos intensificado a fiscalização no sentido de combater o tráfico nas rodovias piauienses. Fazemos um trabalho junto ao núcleo de operações especiais, que tem logrado êxitos. O trabalho requer a intensificação da fiscalização, porque as drogas, notadamente, têm destino para grandes centros do Nordeste, como Fortaleza, Recife e Natal. Para chegar lá tem que passar para o Piauí. Muitas vezes interceptamos aqui", conta.

Inspetor Alexsandro. Crédito: Efrém Ribeiro.

As Polícias Civil e Militar do Piauí realizaram operações onde foram presos 146 homens e 24 mulheres, além da apreensão de 25 veículos, R$ 80 mil e 39 armas de fogo ao longo de 2020. “O tráfico é um problema em nível global. O Brasil tem algumas peculiaridades. Somos vizinhos de grandes exportadores de maconha e cocaína, o que dificulta o trabalho. O Brasil é um grande consumidor e escoador mundial das drogas que vêm do Paraguai, Bolívia e Colômbia. Por isso as maiores apreensões são nos Estados fronteiriços”, revela Luciano Alcântara, delegado titular da Delegacia de Prevenção e Repreensão ao Entorpecente (Depre).

Delegado Luciano Alcântara. Crédito: divulgação.

Brasil no cerco do combate ao tráfico ilegal

O dia 26 de junho traz uma reflexão para coibir o uso indiscriminado de substâncias psicotrópicas de forma ilegal, além das consequências negativas do abuso de drogas no contexto social, familiar e mercado de trabalho. 

Crédito: Depre-PI.

A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o combate ao tráfico. No Brasil, a luta contra este tipo de crime é uma realidade ainda difícil. A polícia trabalha para coibir a prática ilícita, mas os números mostram que a situação do uso de entorpecentes precisa partir de uma premissa mais coesa com a realidade de todo o mundo.

Crédito: Depre-PI.

Segundo estatísticas da Polícia Federal, foram 435,2 toneladas apreendidas somente de janeiro de 2018 a maio de 2019, levando em conta somente as apreensões de maconha e cocaína. Para se ter ideia da dimensão do problema, somente a Receita Federal reteve 60 toneladas de drogas que seguiam para fora do país ou viriam para o Brasil em 2019.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing