03/05/2020

“Operação Tupã” da PRF realizada nas rodovias federais piauienses frustra ações criminosas em todo o estado


Iniciado na última quinta-feira(30), o trabalho ostensivo e orientado por informações de inteligência da operação resultou em apreensões de dinheiro sem comprovação da origem, de madeira irregular e veículos roubados. No total, 15 pessoas foram presas como resultado dessas ações.

As atividades de combate à criminalidade orientadas pelo serviço de inteligência da “Operação Tupã”, deflagrada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na última quinta-feira(30), segue frustrando ações criminosas em todo o país. Nos três dias de operação no Piauí, o órgão registrou apreensões de dinheiro sem comprovação da origem, de madeira irregular e um incremento de 250% no número de veículos recuperados.

Entre os dias 30/04 e 02/05, cerca de 265 policiais rodoviários federais foram mobilizados para a operacionalização da Tupã em mais de 14 pontos de fiscalização nas rodovias federais piauienses. O objetivo da Operação Tupã é incrementar o enfrentamento qualificado à criminalidade e o aumento da percepção de segurança nas rodovias. Nesse período, apesar da redução no número de veículos em circulação, a ostensividade das equipes resultou na fiscalização de cerca de 1.824 pessoas e 2.228 veículos.

A denominação Tupã, que na língua tupi-guarani significa trovão, reflete a forma de atuação das centenas de policiais empregados na operação, caracterizada pela ostensividade e abordagens mais assertivas, fruto do processo de reorientação da atividade de policiamento, que passa a ser orientada por inteligência.

As ações resultaram, entre os dias 30/04 e 02/05, em 15 pessoas detidas por diversos crimes, 275% a mais se comparado ao mesmo período do ano passado. As prisões no estado foram por Receptação, Crimes Ambientais, Roubo/Furto de veículos, Crimes de Trânsito e Uso de Documento Falso. Destaque para o número de veículos recuperados, foram 07 veículos contra 02 em 2019, um acréscimo de 250%. Nessa mesma ação, a PRF realizou a apreensão de 167,22 m³ de madeira irregular que estavam sem a devida comprovação de documentos ambientais.

Além disso, a operação contou com equipes capacitadas e especializadas, emprego de técnicas avançadas de policiamento, tecnologia e a expertise dos policiais, conscientes da missão institucional de proteger a sociedade.

Fonte: PRF PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing