29/04/2020

Piauí apresenta o menor índice de uso da internet no país, diz dados do IBGEPiauí apresenta o menor índice de uso da internet no país, diz dados do IBGE

Pesquisa aponta ainda que celular é origem de 99,3% dos acessos à Internet no estado, em seguida vem o computador


A Internet era utilizada em 61,4% dos domicílios piauienses em 2018, menor índice do país de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Maranhão obteve o mesmo percentual do Piauí (61,4%). No Brasil, a média de utilização de Internet nos domicílios foi de 79,1%.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) e foram investigados por meio do tema suplementar Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC). O estudo traz informações sobre o acesso à Internet e à televisão, além da posse de telefone celular para uso pessoal.

Houve aumento de 8,7 pontos percentuais no índice de domicílios com utilização de Internet entre 2016 e 2018 no Piauí. Ainda assim, o estado, que foi o penúltimo menor em 2016 (52,7%) e em 2017 (57,4%), caiu para a última posição em 2018.

A pesquisa também mostra que o rendimento médio mensal per capita dos domicílios piauienses em que havia acesso à Internet (R$ 1.113) era 59% superior ao verificado nas residências em que o serviço não era utilizado (R$ 700).

O principal motivo para não utilização da Internet era o valor do serviço, considerado caro por 26,7% das residências piauienses sem acesso à Rede. Outras razões apresentadas foram: falta de interesse (24,4%), nenhum morador sabia usar Internet (23,7%), equipamento de acesso era caro (12,3%), serviço de acesso não estava disponível na região (10,7%) e outros motivos (2,3%).

Celular é origem de 99,3% dos acessos à Internet no Piauí

O aparelho mais usado para acessar a internet no Piauí foi o celular, presente em 99,3% dos lares que utilizaram a Rede em 2018. Cerca de 34,5% dos acessos foram feitos por meio de microcomputador, 9,6% em tablets e 11% em televisões. O número de acessos à Internet por meio de TVs quase triplicou em dois anos: em 2016, apenas 4,2% dos domicílios piauienses usavam esse equipamento para tal finalidade. Ainda em comparação a 2016, o microcomputador e o tablet tiveram redução no uso de 3,1 e de 2,1 pontos percentuais respectivamente.


Nos lares em que a televisão havia sido usada para acessar a Internet, no Piauí, em 2018, foram verificados os maiores rendimentos médios mensais per capita (R$ 2.429). Em seguida, vêm os domicílios que usaram tablet (R$ 2.089) e microcomputador (R$ 1.807). Os menores valores médios estavam entre os que utilizaram o celular (R$ 1.111).

Cai o uso de banda larga móvel e cresce a presença de banda larga fixa no Piauí

No Piauí, o uso de banda larga móvel (4G ou 3G) para acessar à Internet caiu de 80,2% em 2016 para 76,2% em 2017 e finalmente 74,3% em 2018. Já a banda larga fixa aumentou a presença nos lares piauienses, passando de 50% em 2016 para 60,8% em 2017 e chegando a 69,1% em 2018.

O movimento de diminuição do uso de serviços móveis é contrário ao que foi verificado no Brasil, onde houve crescimento da banda larga móvel e também da fixa na comparação com 2016. No país, a utilização de 3G ou 4G era de 77,3% em 2016, passou a 78,6% em 2017 e atingiu 80,2% em 2018. Já o percentual dos que usavam banda larga fixa evoluiu de 71,4% em 2016 para 73,5% em 2017 e chegou a 75,9% em 2018.

Porém, a situação do estado é semelhante ao que foi verificado na Região Nordeste. Em 2016, no Nordeste, cerca de 69,6% dos domicílios contavam com banda larga fixa, número que passou para 77,9% em 2018. E a banda larga móvel caiu de 68,2% em 2016 para 64,1% em 2018.


Dos 633 mil domicílios em que havia Internet no Piauí, o uso concomitante de banda larga móvel e fixa ocorria em 43,4% deles. Cerca de 24,8% das residências utilizavam apenas a banda larga fixa e 30,5% apenas o serviço móvel de 3G ou 4G. 

Uso da Internet é maior entre pessoas com mais anos de estudo no Piauí

Em relação à quantidade de anos de estudo, das pessoas que possuíam 16 anos ou mais de estudo no Piauí, cerca de 96,2% usaram a Internet em 2018. Mas a pesquisa mostra que o percentual cai gradualmente, conforme a diminuição dos anos de estudo. Das pessoas que não têm instrução ou têm menos de 5 anos de estudo, apenas 15,2% acessaram a Internet.


Quanto ao nível de instrução, a quase totalidade dos que possuem superior incompleto (98,9%) ou superior completo (96,1%) fizeram uso da Rede no estado. Já entre os sem instrução ou com ensino fundamental incompleto, o percentual cai para 32,6%.


No Piauí, a faixa etária que mais acessou a Internet foi a das pessoas de 20 a 24 anos (86,6%). Entre os que têm 60 anos ou mais, apenas 16,6% utilizaram o serviço. O acesso também foi maior entre os estudantes (78,6%) em comparação aos não estudantes (51,7%). No grupo de pessoas do sexo feminino, cerca de 60,2% fizeram uso da Internet. Entre a população do sexo masculino, o percentual foi de 55,1%.

Cresce o uso da Internet para fazer chamadas de voz ou vídeo no Piauí

Cerca de 87,2% dos piauienses usaram a Internet para conversar por chamadas de voz ou vídeo em 2018. Na comparação com 2016, houve aumento de 16,9 pontos percentuais no uso da Internet para esse propósito no Piauí. No Brasil, também foi verificada tendência de crescimento no uso da Rede para chamadas de voz ou vídeo, que passou de 73,3% em 2016 para 88,1% em 2018.

Houve aumento significativo no número de piauienses que usaram a Internet para assistir vídeos, inclusive programas, séries e filmes em 2018. Cerca de 89,1% dos piauienses usaram a Rede para essa finalidade. Na comparação com 2016, houve aumento de 13,7 pontos percentuais. Na média brasileira, o percentual dos que acessavam a internet para assistir vídeos passou de 76,4% em 2016 a 86,1% em 2018.

Ainda assim, o objetivo principal de uso da Internet foi o envio ou recebimento de mensagens de voz, texto ou imagens por meio de aplicativos que não sejam e-mail em 2018. Aproximadamente 95,6% dos piauienses afirmaram ter utilizado o serviço para essa finalidade, assim como 95,7% dos brasileiros.

Além disso, cerca de 47,9% da população do Piauí afirmou usar a Internet para enviar ou receber e-mail, resultado inferior ao verificado em 2016, quando 49,5% dos piauienses declararam ter usado a Rede para essa finalidade. No Brasil, também houve queda no uso para envio e recebimento de e-mail, passando de 69,3% em 2016 para 63,2% em 2018.


Piauí tem o 4º menor percentual de pessoas que possuem celular

Em 2018, cerca de 68,1% da população com 10 anos ou mais de idade do Piauí declarou possuir telefone celular móvel de uso pessoal. O percentual é o quarto menor do Brasil, estando à frente apenas do Acre (67,3%), Amazonas (66,6%), Pará (63,1%) e Maranhão (58,4%). Das pessoas que afirmaram possuir celular no Piauí, aproximadamente 77,3% tinham acesso à Internet no aparelho.


A média de posse de celular no Brasil foi de 79,3%. Regionalmente, em 2018, os percentuais de pessoas que tinham celular foram: Centro-Oeste (86,2%), Sul (84,3%), Sudeste (84,1%), Nordeste (70,7%) e Norte (67,4%).

No Piauí, a posse de celular é mais frequente entre as mulheres (71,2%), na população da faixa etária de 20 a 24 anos de idade (81,6%), entre as pessoas com 16 anos ou mais de estudo (97,7%), entre aqueles com ensino superior completo (97,7%) e entre não estudantes (69,1%). Apesar disso, o acesso à Internet pelo celular é mais comum entre os estudantes, com 96,6% deles afirmando usar a Rede pelo aparelho. Já entre os não estudantes, o percentual era de 72,1%.

Dos motivos pelos quais os piauienses não possuíam celular, o principal é que o aparelho telefônico ou o serviço era considerado caro (38,2%). Logo em seguida, ficou o fato de não saberem usar celular (20,7%), a falta de interesse em ter um celular (20,1%) e porque costumavam usar o telefone celular de outra pessoa (15,8%). Apenas 3,1% dos piauienses apresentaram como motivo a falta de disponibilidade do serviço de telefonia nos locais onde costumavam frequentar e 2,2% relataram outros motivos.


Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing