14/04/2020

Delegada vai ouvir testemunhas da morte de médica nesta terça no Piauí

A delegada Luana Alves vai ouvir também o atual namorado da médica


A delegada do Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), Luana Alves, vai ouvir nesta terça-feira (14), as testemunhas do caso envolvendo a morte da médica Caroline Naiane Brito Barbosa, 33 anos, que foi assassinada a facadas na noite do último sábado (11), pelo ex-marido, Kelson Alencar, dentro do seu apartamento no condomínio Colinas do Poty, no bairro Primavera, zona norte de Teresina. 

De acordo com a delegada responsável pelo caso, além das pessoas que possam ter testemunhado o crime serão ouvidas também pessoas que tinham conhecimento da relação entre vítima e acusado. Caroline foi morta na frente da filha, de cinco anos de idade.

Luana Alves vai ouvir também o atual namorado da médica. Ele havia relatado que no momento do crime estava no banheiro do apartamento e ouviu gritos, mas quando foi socorrer a médica já a encontrou sem vida. 

Corpo ainda não foi reconhecido

O recolhido o material genético do condutor do carro que morreu em um acidente na BR 316, em Teresina, logo depois do assassinato de Caroline Naiane ainda não foi recolhido, portanto o corpo ainda será reconhecido. A principal suspeita é de que o corpo seja de Kelson Alencar, que morreu carbonizado após colisão frontal entre um carro e uma carreta.


Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing