14/01/2020

Desembargador revoga decisão que soltou presos durante apreensão de aeronaves e 1 tonelada de droga

Além disso, foi determinada também a expedição de um novo mandado de prisão contra os suspeitos.

Greco apreendeu mais de uma tonelada de cocaína em Teresina — Foto: Rafaela Leal/G1 PI

O desembargador Joaquim Dias de Santana Filho decidiu revogar a liminar que soltou André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, Vagner Farabote Leite e Alexandro Vilela de Oliveira, três das sete pessoas presas durante a apreensão de duas aeronaves e de uma tonelada de cocaína ocorrida no dia 10 de dezembro de 2019 em Teresina e Timon, no Maranhão. A decisão foi divulgada na tarde dessa segunda-feira (13).

Conforme constava na liminar de soltura, foi argumentado que não existiam fatos necessários para a prisão em flagrante. Entretanto, de acordo com o desembargador Joaquim Dias, as provas revelam que os presos agiam em conjunto, de forma permanente e estável em relação ao tráfico de drogas.

“Ao que tudo indica, o envolvimento dos três autuados no crime de tráfico de drogas, bem como o animus associativo estão demonstrados, ao menos nesse momento pelo caderno investigativo, uma vez que os acusados agiam em conjunto, de forma permanente e estável, em vários endereços, sendo encontrado em um destes, uma enorme quantidade de drogas”, destacou o magistrado na decisão.

Além de revogar a soltura, foi determinada também a expedição de mandados de prisão contra os três suspeitos devido à “necessidade de acautelamento da ordem pública”.

Ministério Público pede prisão dos suspeitos
No dia 30 de dezembro de 2019, o Ministério Público do Piauí entrou com um pedido de reconsideração da decisão que soltou os presos. O órgão alegou que há elementos suficientes para a manutenção da prisão.

Foi argumentado que um dos suspeitos já é reincidente, pois foi verificado que André Luiz Cajé Ferreira possui um mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de São Paulo, também pelo crime de tráfico de drogas. No dia 9 de janeiro deste ano, o MP entrou com um novo recurso pedindo a reconsideração.

Maior apreensão de cocaína no Piauí
A Polícia Civil do Piauí apreendeu uma quantidade de R$ 12 mil, duas aeronaves e mais de uma tonelada de cocaína pura no dia 10 de dezembro. Sete pessoas foram presas. As prisões aconteceram também em dois hotéis e em uma quitinete na Zona Norte de Teresina. A apreensão dos entorpecentes aconteceu em diversos pontos da capital. Segundo a Secretaria de Segurança, tratou-se da maior apreensão de cocaína na história do estado.

A polícia ainda informou que João da Cruz Marques, um dos presos, tentou comprar um sítio na Zona Leste de Teresina com esmeraldas, mas a imobiliária estranhou a forma de pagamento e o local foi apenas alugado para o homem.

Mais de uma tonelada de cocaína apreendida durante operação policial em Teresina é incinerada — Foto: TV Clube

Os mais de mil quilos de cocaína apreendidos foram incinerados em uma cerâmica situada na Zona Sul de Teresina no dia 13 de dezembro. A Polícia Civil informou que a incineração foi feita logo para evitar que um contingente de policiais fosse usado apenas para vigiar a droga.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing