18/12/2019

PI: ex-jogador de futebol diz que esfaqueou ex-mulher porque ela deixava os filhos sozinhos

Segundo a delegada Camilla Miranda, o suspeito se apresentou à Polícia Civil e alegou que esfaqueou a ex-mulher porque ela estava saindo de casa e deixando as crianças sozinhas.

Punhal utilizado pelo suspeito de esfaquear duas mulheres em festa na cidade de Campo Maior, no Piauí — Foto: Divulgação/ Polícia Militar

O ex-jogador de futebol Jandilson da Costa Monte, vulgo Piau, suspeito de ter esfaqueado a ex-mulher e uma amiga dela durante uma festa na cidade de Campo Maior, se apresentou à Polícia Civil nesta terça-feira (17). Segundo a delegada Camilla Miranda, responsável pelo caso, ele alegou ter esfaqueado a vítima porque ela estava saindo de casa e deixando as crianças sozinhas.

De acordo com a polícia, a violência aconteceu na saída de uma festa no domingo (15). O homem usou um punhal para esfaquear a ex-mulher Kiane Maria da Silva e uma amiga.

Segundo a delegada Camilla Miranda, o casal estava separado há oito meses. O homem alegou que no dia do crime havia passado o dia ingerindo bebida alcoólica. “Segundo ele, o motivo da agressão teria sido porque a ex-mulher estava saindo de casa e deixando os filhos sozinhos. Ele conta ter perdido o controle e cometeu o crime. Já a amiga que tentou ajudar também foi ferida”, contou.

A delegada investiga a participação de uma segunda pessoa, que possivelmente teria ajudado na fuga do suspeito. "Ele nega, nos contou que saiu sozinho do bar, mas estamos ouvindo testemunhas que podem ajudar a confirmar a versão dele ou até mesmo negar”, disse.

De acordo com a Polícia Civil, as providências previstas em lei estão sendo adotadas. As medidas podem levar a prisão do suspeito, mas o poder judiciário é quem decide.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing