13/12/2019

PI: cocaína apreendida iria render 3 toneladas, vendidas a R$ 75 milhões

Crédito: Efrém Ribeiro

O delegado titular da Delegacia de Prevenção e Repressão ao Entorpecente, Cadena Neto, informou, na quinta-feira (12), que a droga apreendida há dois dias em Teresina, era uma tonelada de cocaína pura, chamada de espinha de peixe, que é muito forte e pode causar more por overdose.

Por isso, de acordo com o delegado Cadena Neto, a tonelada seria misturada com outras substâncias como pó de confeiteiro, pó de vidro e bicarbonato de sódio, para se transformar em 3 toneladas, que seriam vendidas no varejo por R$ 75 milhões.

Cadena Neto informou que os 7 traficantes presos afirmaram, em seus depoimentos, que a cocaína estava vindo do Porto Velho (RO) e ficaria no Piauí para que fosse distribuída para o Ceará e Bahia e , depois, para os portos nos dois estados para a Europa e África.

“A droga seria dividida para o Cearé e Bahia. Depois, a droga seria embarcada nos portos dos dois estados para a África e Europa”, afirmou Cadena Neto.

Ele adiantou que o juiz Valdemir, da Coordenação das Audiências de Custódia, determinou a prisão preventiva dos sete acusados de tráfico de drogas o piloto de avião André Luís de Oliveira Cajé Ferreira, um dos líderes do grupo; João da Cruz Marques, garimpeiro do Piauí e que atuava no Pará, mas foi o responsável por dar apoio e infraestrutura para a quadrilha em Teresina; Alexandre Barros Pereira de Meneses; Alexandre Vagner Ferraz (piloto de avião); Alexandro Vilela de Oliveira; Vagner Farabote Leite (piloto de helicóptero) e; Renato Solon Gondim Magalhães (piloto de avião

Cadena Neto afirmou que um avião apreendido foi repassado, por ordem judicial, para o Batalhão Aéreo da Polícia Militar.

De acordo com ele, os pilotos de aeronaves e os outros traficantes de droga estavam em Teresina há dez dias e se reuniam nos shoppings , hotéis e restaurantes para acertarem a transferência da cocaína de Teresina para Fortaleza (CE) e Salvador (BA).

É o terceiro avião que é apreendido no Piauí comprovando que o Piauí está na rota do tráfico de drogas. Em 2015, um avião de traficantes foi apreendido em Assunção do Piauí, outro na região de São Miguel do Tapuio em 2018 e e agora o de 2019.

O delegado Cadena Neto disse que a quadrilha tem ramificação e é interestadual.

Por isso , tem um chefe que não está entre os presos e serão feitas novas prisões.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing