04/12/2019

Gestão de prefeito do PT preso pelo GAECO torrou R$ 500 mil em diárias em um só ano

Mãe do gestor, que também foi presa, é outra a figurar na lista de recebedores de diárias superiores a subsídios/salários

Prefeito e a primeira-dama Ringlasia, presos na Operação Bacuri, do Gaeco

“DIÁRIAS EXCESSIVAS”
O prefeito afastado de Bertolínia, preso na Operação Bacuri, deflagrada pelo GAECO, também é suspeito de ter feito uma farra com diárias no município usando recursos públicos. Ao todo, foram gastos exatos R$ 502.198,00 só no ano de 2017. A informação consta de um relatório de fiscalização do Tribunal de Contas do Estado (TCE). 

Só o gestor, no ano de 2017, deu a si mesmo 147 diárias. Os auditores ressaltam que “dos 251 dias úteis do ano (não considerados feriados municipais) o Sr. Prefeito Municipal ficou ausente do município 146 dias, permanecendo na sede apenas 105 dias úteis no ano”.

Os auditores também ressaltam que analisando a tabela que segue logo abaixo, “verifica-se que os valores das diárias em alguns casos ultrapassam os valores pagos a título de salário/subsídio e em outros, superam 50%”. Um mecânico, o senhor Rodrigo de Sousa Pereira chegou a receber R$ 21 mil em diárias, mais do que o próprio salário/subsídio recebido.

A mãe do prefeito, Eliane Maria Alves da Fonseca, também recebeu mais diárias do que o subsídio/salário.

Informações extraídas de relatório do Tribunal de Contas

Os auditores do Tribunal de Contas do Estado do Piauí também ressaltaram o fato de que o caso acima ocorre "notadamente no que diz respeito ao Sr. Prefeito Municipal, que ao longo dos exercícios (2014, 2015 e 2016) vem recebendo valores atribuídos a diárias acima dos recebidos com os subsídios, como pode ser constatado na tabela a seguir".


DESCONTROLE DOS GASTOS COM DINHEIRO PÚBLICO
Tais gastos com diárias sugerem o descontrole dos gastos públicos no município de Bertolínia nos últimos anos. 

Os achados das prestações de contas da gestão que comanda o município de Bertolínia desde o ano de 2013 começaram a despertar a atenção de autoridades da rede de controle há muito tempo, além, claro, de denúncias que sempre rondavam os exercícios findos do prefeito Luciano Fonseca, do PT.

Um mecânico recebeu R$ 21 mil em diárias em 2017

Acabou por culminar nas recentes prisões.

Fonte: 180Graus/Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing