01/11/2019

PI: motorista de app é suspeito de tentar beijar passageira e enviar foto do pênis

A vítima disse que foi assediada pelo condutor durante e após a corrida na quarta-feira (30). O G1 procurou a empresa do aplicativo e aguarda posicionamento sobre o episódio.

Motorista enviou foto do órgão genital para passageira, pelo WhatsApp, e mandou mensagens ofensivas. — Foto: Reprodução

Uma mulher, que prefere não se identificar, registrou um boletim de ocorrência contra um motorista de aplicativo nessa quinta-feira (31), na Delegacia da Mulher, no Centro de Teresina. Segundo a vítima, ela foi assediada pelo condutor durante e após a corrida. Segundo ela, ele tentou beijá-la à força e ainda mandou foto do pênis para ela. Segundo a delegada que apura o caso, ele pode responder por tentativa de estupro e importunação sexual.

A vítima contou ao G1 que precisava ir ao banco e iria de ônibus, mas mudou de ideia e chamou o um motorista pelo aplicativo. O ponto de encontro foi na Avenida Barão de Gurgueia, Zona Sul de Teresina, na tarde de quarta-feira (30). O G1 procurou a empresa do aplicativo e aguarda posicionamento sobre o episódio.

"A corrida foi tranquila até que o condutor pediu para parar em um posto de combustível. Eu dei autorização, mas quando o frentista abastecia o veículo, ele perguntou se eu queria ir para o banco da frente. Imediatamente disse que não e seguimos viagem", disse.

Conforme a vítima, ao chegar próximo ao banco, o motorista perguntou se a ela era casada e se tinha filhos, depois sobre a sua profissão. Ao fim da corrida, segundo ela, o motorista puxou o seu braço, tentou beijá-la e impediu que ela descesse do carro.

"No início, eu pensei que ele estava apenas querendo puxar conversa com as perguntas e dei o meu contato porque trabalho como delivery de comida. Ele disse que gostava de comprar comida por aplicativo. Quando cheguei na porta do banco, eu fui pagar e ele puxou meu braço e quis me beijar. Eu então, abri a porta, ele mandou eu fechar e eu saí do carro", relatou.

Dentro da agência, a vítima começou a receber mensagens do motorista. "Primeiro mandou um coração, perguntou se iria 'dar certo' e depois apagou as mensagens. Aí disse que eu era gostosa e mandou a foto do órgão genital dele perguntando se eu tinha gostado. Eu salvei o contato dele logo após a primeira mensagem e fiz um print das imagens. Enquanto isso, ele me bloqueou e não consegui mandar mensagem para ele. Eu também bloqueei ele e denunciei ao WhatsApp e no aplicativo de corrida", disse ela.

Na denúncia, a mulher disse que não tinha gostado da corrida. A jovem, orientada pelo padrasto que é delegado, decidiu registrar um boletim de ocorrência.

“Fomos à delegacia da mulher registrar um boletim de ocorrência. Prestei meu depoimento e vamos aguardar a resposta da justiça para que seja punido pelo que fez comigo e não faça isso com outras mulheres”, desabafou a vítima.

Delegada Vilma Alves diz que suspeito vai responder pelo crime — Foto: Gilcilene Araújo/ G1

A delegada Vilma Alves, que recebeu a denúncia, relatou ao G1 que logo após o depoimento da vítima conseguiu localizar os dados do motorista. Ela disse que ele vai responder pelo crime de tentativa de estupro e importunação sexual.

“Foi uma tentativa de estupro porque ele tentou beijar a mulher sem o consentimento dela. E ainda mandou foto do 'negócio'. Já localizarmos os dados dele e será chamado para prestar depoimento, mas uma coisa temos certeza, isso não vai ficar impune, ele vai responder pelo que fez”, afirmou.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing