01/11/2019

Fotos nas redes sociais ajudam polícia a identificar mãe suspeita de matar filho recém-nascido no PI

Um laudo do IML atestou que a criança foi asfixiada. A mãe poderá responder por homicídio.

Feto humano é encontrado dentro de saco no lixão de São Pedro do Piauí — Foto: Reprodução

Fotos nas redes sociais ajudaram a polícia a identificar uma jovem de 19 anos, suspeita de matar asfixiado o próprio filho recém-nascido. Segundo o delegado, as mesmas roupas encontradas enroladas na criança, em um lixão, foram usadas pela suspeita em fotos publicadas na internet. A criança foi achada morta em um lixão na cidade de São Pedro do Piauí, 107 km ao Sul de Teresina, em 4 de outubro deste ano.

“Junto com a sacola da criança havia peças de roupa feminina. E já havia mulheres suspeitas, depoimentos de amigas dela confirmaram e fotos nas redes sociais ajudaram a identificar. Ela estava nas fotos com as mesmas roupas que estavam enroladas na criança”, informou o delegado.

A principal pista surgiu quando o motorista de coleta do lixo informou em que bairro da cidade havia sido recolhido a sacola onde foi achada a criança. A jovem foi a única que não havia feito pré-natal nos hospitais da cidade. Ao ser localizada, ela confessou ser a mãe do bebê, mas negou o homicídio.

“As amigas contaram que ela não tinha interesse em ter a criança. Quando falamos com ela, disse que tinha feito o parto sozinha, em casa, 2h30 da madrugada. Segundo ela, quando nasceu, já nasceu sem vida e ela tentou reanimar, mas quando viu que não tinha como, limpou, colocou nas roupas, em um saco e esperou o caminhão levar”, declarou.

Contudo, o delegado afirmou que um laudo do IML atestou que a criança foi asfixiada. A mãe poderá responder por homicídio. Segundo o delegado, a prisão preventiva será solicitada à Justiça após a conclusão do inquérito.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing