05/10/2019

Jornalista Egídio Brito morre aos 32 anos em hospital de Teresina

Na quarta-feira (02/10), Egídio Brito foi transferido para o Hospital São Marcos.


O jornalista Egídio Brito, da Rede Meio Norte, morreu na tarde desta sexta-feira (04/10) após sete dias internado, quando deu entrada no Hospital Unimed. Na quarta-feira (02/10), ele foi transferido para o Hospital São Marcos. 

Na declaração de óbito assinada pelo médico Antonio Luiz do Nascimento consta meningite viral, edema cerebral e insuficiência renal aguda.

O velório será realizado na Pax União a partir das 21h e o corpo será sepultado no Cemitério Santa Cruz, no bairro Promorar, na zona Sul da capital. 

O Grupo Meio Norte de Comunicação divulgou nota de pesar pela morte de Egídio Brito. Leia abaixo:

Neste momento de grande tristeza, quando tomamos conhecimento do desenlace doloroso do nosso companheiro Egídio Bráulio Brito, vimos apresentar a seus pais, familiares e amigos nosso mais sincero sentimento de pesar, rogando aos céus que a todos dê o consolo e paz merecidos.
Ao mesmo tempo, desejamos testemunhar que Egídio foi um ser humano afetuoso, amigo e bondoso, e por nós sempre será lembrado por sua presença alegre e pelo profissionalismo responsável que durante o tempo em que conosco esteve, soube exercer com talento e paixão.

GMNC


AMIGOS LAMENTAM MORTE

Com um sentimento de tristesa pela perda de um grande amigo e profissional, apresentadores e coordenadores do Grupo Meio Norte de Comunicação lamentaram a morte de Egídio Brito.

"O Egídio era um menino muito sonhador, inclusive a gente estava falando justamento sobre isso, ele tinha essa garra de trabalhar por amor, com o que amava. Nós todos estamos muito abalados, mas fica as boas lembranças a final de conta a gente só sente saudade do que foi bom e nós estamos em oração, toda a família Meio Norte e a gente crê que ele já está nos braços de Jesus e a gente vai guardar as melhores lembranças dele." disse a apresentadora Raquel Dias. 


"Estou sentindo muita tristeza. Ele não era só um grande talento, mas um grande amigo, que sabia ouvir a gente", afirmou Denis Constantino, jornalista que começou sua carreira com Egídio Brito, na Rede Meio Norte.

Ieldyson Vasconcelos, que deu a primeira oportunidade para Egídio Brito na TV, disse que está arrasado. Ele lembra que conheceu Egídio Brito quando ele e o jornalista Denis Constantino foram entrevistá-lo e logo percebeu o talento dos dois.

"Que notícia triste. Estou acabado. Quem deu a primeiro oportunidade para ele fui eu, no 'Sabadão'. Ele e o Denis tinham um site e foram me entrevistar. Evi que os dois tinham grande talento. Egídio era um menino muito bom, muito talentoso. Como pessoa, era maravilhoso, um cidadão do bem, um bom filho, um amigo fiel", declarou Ieldyson Vasconcelos.

O apresentador do programa "Agora", da Rede Meio Norte, jornalista Amadeu Campos, disse que Egídio Brito foi um vencedor:

"O Egídio foi um ser humano boníssimo e é um vencedor. Sua grande paixão de infância foi o jornalismo na televisão. De fã dos repórteres da telinha virou um dos grandes da Tv. Fará muita falta" , afirmou Amadeu Campos.

O coordenador de Conteúdo da Rede Meio Norte, Marcos Monturil, disse que a família Meio Norte vai sentir bastante a morte de Egídio Brito.


"Eu acho que com tudo que aconteceu essa semana, da forma como tudo aconteceu eu acho que o único sentimento que a gente tem é que o Egídio vai descansar, é um sentimento de Paz. E o sentimento da Meio Norte é um sentimento de perda de uma pessoa que era apaixonada pela Meio Norte, acho que poucas vezes eu conheci um profissional que era apaixonada pela Meio Norte e esse sentimento era reciproco porque ele era querido por todos, se você perguntar para todo mundo aqui da TV, todo mundo tem história sobre o Egídio para contar." contou o jornalista Marcos Monturil. 

A coordenadora de Produção da Rede Meio Norte, jornalista Karol Cortez, disse que Egídio Brito era daquele jornalista que só ficava satisfeito quando a reportagem estava perfeita.

"Egídio era um daqueles profissionais que só ficava satisfeito se tudo estivesse redondinho. Ele não poupava esforço para fazer o melhor sempre. Uma pessoa muito amável, sempre disponível e com sorriso no rosto. Uma grande perda para todos nós", declarou Karol Cortez.

‘’Um menino de ouro, um baita de um profissional. O Egidio respirava jornalismo e amava o que fazia. A redação de uma TV era realmente a vida dele. O sonho dele foi realizado. Ele almejou isso e ele conseguiu’’, disse a apresentadora Idria Portela.


Carreira

Egídio Brito começou sua carreira como jornalista na Rede Meio Norte como produtor do programa de variedades do apresentador Ieldyson Vasconcelos, o "Sabadão", e depois trabalhou nas emissoras de TV Cidade Verde, Antena Dez e TV Clube.

Egídio Brito nasceu em Teresina e se formou em Jornalismo na Faculdade Santo Agostinho.

RELEMBRE MOMENTOS DA CARREIRA DE EGÍDIO BRITO 





Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing