08/07/2019

Suspeito de matar a esposa com tiro no rosto em Parnaíba diz à polícia que disparo foi acidental

Em depoimento à polícia, ele nega que cometeu o crime de forma premeditada e diz que foi um acidente. O crime aconteceu na sexta-feira (5) em Parnaíba.

Mulher é morta com tiro no rosto enquanto dormia em rede no Litoral do Piauí — Foto: Kairo Amaral/TV Clube

Antônio da Conceição Soares, 52 anos, suspeito de matar a companheira com um tiro no rosto, se apresentou na manhã desta segunda-feira (8) na Central de Flagrantes de Parnaíba, no Litoral do Piauí. Em depoimento à polícia, ele nega que cometeu o crime de forma premeditada e diz que foi um acidente.

Segundo a perícia criminal, Andrea Prado Nascimento, de 42 anos, foi assassinada na manhã de sexta-feira (5) com um tiro no rosto enquanto dormia numa rede. O suspeito disse que o casal discutiu quando ele tentou sair de casa levando suas roupas, a esposa teria lhe jogado contra a parede e, neste momento, a arma disparou.

"Eu arrumei minha bolsa de roupa, peguei minha arma e estava saindo. Ela estava sentada na rede e me empurrou, como não tenho muita firmeza na perna, bati na parede. Não foi caso pensado porque quando bateu na parede a arma disparou. Eu não pensei que tinha acertado ela, ai eu vi ela se deitando na rede e segurei ela. Eu não matei ninguém. Foi acidental. Eu fiquei desorientado, não sei de nada", declarou em depoimento.

O perito criminal Eduardo Gonçalves explicou que a primeira suspeita era de que a vítima tinha sido assassinada com um golpe de machado, mas após o exame ficou constatado que a mulher foi assassinada com tiro de espingarda do lado esquerdo do rosto. O disparo atingiu entre o olho e o ouvido esquerdo.

Andrea estava na posição de descanso o que indica que ela estava dormindo no momento do disparo no rosto. A polícia encontrou espingardas na residência do casal. Antonio da Conceição Soares acrescentou que as armas que foram encontradas na residência são usadas em pescaria.

Sobre o motivo da discussão, o suspeito apenas relatou que a esposa chegou tarde com a criança e logo começou a discutir sem motivo aparente. "Ela chegou tarde com a criança e começou a discutir comigo. Eu arrumei minhas coisas para ir embora".

Ao ser questionado de que causa estranheza o depoimento dele e a forma como a esposa foi encontrada: morta dentro de uma rede, o homem voltou a se defender."Vão acreditar se quiser em mim. Eu só sei que aconteceu", disse o suspeito.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing