19/07/2019

Polícia investiga distribuição de drogas para crianças como se fossem doces em escolas do Piauí

A denúncia chegou até a Polícia Civil por meio do pai de uma menina de 8 anos que recebeu de graça uma mistura de maconha com um medicamento ainda não identificado. 21º Distrito Policial investiga o caso.

Pílula com maconha e medicamentos foram distribuídos para crianças em escolas de Teresina — Foto: Divulgação/ Polícia Civil

O pai de uma menina de 8 anos, estudante de uma escola localizada no bairro Usina Santana, na Zona Sudeste de Teresina, denunciou à Polícia Civil que sua filha recebeu gratuitamente uma espécie de comprimido feito com maconha e um medicamento ainda não identificado. Para a polícia, a prática tem o objetivo de tornar as crianças dependentes de drogas. Um homem suspeito de distribuir as pílulas para as crianças foi identificado pela polícia.

O caso é investigado pelos policiais do 21º Distrito Policial. Segundo o delegado Odilo Sena, há alguns dias o pai da estudante entregou a amostra na delegacia, e contou que além de sua filha, outras crianças e adolescentes também receberam amostras de droga.

“Eles estão fazendo isso em todas as escolas da região. Os suspeitos tanto oferecem, assim gratuitamente, como vendem como se fossem doces, por valores baixo, centavos”, explicou o delegado.

Segundo Odilo Sena, o comprimido, ainda a ser analisado pela Perícia Criminal. Ele seria feito de maconha e algum tipo de substância química, como um medicamento.

“Investigamos com alguns traficantes que já foram presos, e eles confirmaram a história do pai. Eles incentivam seus boqueiros [pessoas que gerenciam pontos de venda de drogas] a vender ou até mesmo dar drogas, para que sejam viciadas desde crianças”, contou o delegado.

Rede de tráfico de drogas
Um homem suspeito de distribuir as pílulas de maconha para as crianças foi identificado e está sendo procurado pela Polícia Civil. Ele integra grupos criminosos suspeitos de tráfico de drogas na região da Usina Santana. A Polícia acredita que além dele, mais pessoas podem ter distribuído as pílulas para crianças e adolescentes.

Durante a tarde de quarta-feira (17), um homem foi preso suspeito de integrar a rede de tráfico de drogas. Ele foi identificado como Francisco de Assis, conhecido como “Chiquinho”. De acordo com o delegado, Francisco faz parte do mesmo grupo que o suspeito de distribuir os comprimidos.

Segundo a investigação do 21º DP, há atualmente quatro grupos de criminosos que traficam drogas na região da Usina Santana. “São muitas pessoas, cerca de 50 a 60. Desde janeiro para cá, prendemos 15 deles”, contou o delegado.

De acordo com o delegado Odilo Sena, os grupos são independentes, mas têm um distribuidor em comum: um homem que recebe drogas trazidas do estado do Pernambuco ou do Paraguai e revende para os traficantes menores. As investigações continuam para tentar desbaratar a rede.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing