16/07/2019

PI: estudante é encontrado morto, amarrado e amordaçado dentro de casa

Até o momento, não há qualquer suspeita sobre quem pode ter cometido o crime.

Jovem é encontrado morto e amordaçado dentro do próprio quarto em Teresina. — Foto: Andrê Nascimento/G1

Um jovem estudante identificado como Ítalo Rodrigo Nascimento, de 16 anos, foi encontrado morto dentro do próprio quarto, no conjunto Teresina Sul, na Zona Sul da capital, nesta terça-feira (16). O garoto apresentava perfurações na região do rosto, pescoço e na nuca. Segundo a Polícia Civil, ele estava amordaçado (com um tecido cobrindo a boca) e com os braços amarrados. Amigos e vizinhos se reuniram na porta da casa e pediram por justiça.

De acordo com moradores da região, o pai do garoto foi quem encontrou o corpo no quarto onde o garoto dormia durante a manhã, quando foi chamá-lo para ir até o estágio - o rapaz atuava como menor aprendiz -, mas ele já não respondeu.

Moradores disseram que alguns homens foram vistos em uma moto chegando à residência pela manhã e saindo minutos depois. Nesse momento, o pai do jovem havia saído de casa e não viu a movimentação. Quando voltou, encontrou o filho já morto. A casa não tinha sinais de arrombamento.

Corpo do jovem achado no conjunto Teresina Sul foi levado pelo IML. — Foto: Andrê Nascimento/G1

Segundo o delegado Danúbio Dias, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), quando a polícia chegou ao local, encontrou o rapaz sem a mordaça, porque o pai do garoto retirou quando achou o filho. Os policiais notaram várias perfurações no pescoço e na nuca de Ítalo.


"Estamos iniciando agora a investigação e não há ainda qualquer suspeita. Qualquer informação no momento é apenas especulação sobre a motivação para o crime", disse o delegado. A Polícia Militar, a Polícia Civil e o IML foram ao local. Até o momento, não há qualquer suspeita sobre quem pode ter cometido o crime.

Amigos e vizinhos lamentam
O rapaz estudava no Premen Sul, e era menor aprendiz em uma loja de material de construções. Amigos de escola de Ítalo estiveram no local, mas não quiseram falar à imprensa. Os jovens diziam apenas "não acreditar" na morte do amigo.

Um amigo da família, identificado apenas como Kleiton, declarou que não havia qualquer informação de brigas envolvendo o jovem e que o garoto sempre ajudava os pais em casa. Ele não tinha passagens pela polícia.

"Todo mundo na casa trabalhava, o pai ia deixar o filho e a filha no trabalho. Quando encerrava no estágio, ele já ligava dizendo que estava indo para o colégio. Quando terminava no colégio, dizia que estava indo para casa. Se ele tinha alguma rixa, nunca comentou com ninguém. [Era um] menino pacato, era difícil até ver ele fora de casa. Quando estava em casa, lavava a louça, varria a casa para os pais. Por aí você tira como ele era", declarou.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing