31/07/2019

Ministério Público investiga contaminação de água em conjunto residencial do Piauí

Segundo o Ministério Público, amostras colhidas pela Vigilância Sanitária comprovam que água está contaminada e imprópria para consumo. Agespisa informou através de nota que ainda não foi notificada pelo MP sobre o inquérito.

Residencial Gilson Coelho é localizado na cidade de Bom Jesus — Foto: Reprodução/Prefeitura de Bom Jesus

O Ministério Público Estadual (MPE) do Piauí instaurou um inquérito para investigar a contaminação da água fornecida pela Águas e Esgotos do Piauí (Agespisa) no Residencial Gilson Coelho, localizado na cidade de Bom Jesus, 610 km de Teresina. A denúncia foi feita pelos próprios moradores do local.

Segundo o Ministério Público, as amostras colhidas pela Vigilância Sanitária comprovam que a água está contaminada e inapropriada para consumo. O inquérito poderá resultar em termo de ajustamento de conduta, que é um acordo que o MP celebra com o violador de determinado direito coletivo; além de ajuizamento de ação civil pública ou possível arquivamento.

A Agespisa foi notificada pelo Ministério Público para prestar esclarecimentos. O prazo dado pelo órgão foi de quinze dias. O MP também recomendou à empresa o tratamento imediato da água e que atendam aos padrões exigidos pela Agência Nacional de Saúde (ANS).

Ministério Público instaurou inquérito para apurar contaminação da água em residencial — Foto: Reprodução/MPE

O caso foi comunicado ao Conselho Superior do Ministério Público, ao Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente (CAOMA) e ao Centro de Apoio de Defesa da Saúde (CAODS).

A Agespisa informou através de nota que ainda não foi notificada pelo Ministério Público sobre a instauração do inquérito. A empresa também informou que já analisou e constatou a qualidade da água, que estaria dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério Público.

A empresa também informou que o residencial foi construído por uma empresa privada e seu sistema de abastecimento repassado para a Agespisa, após uma avaliação técnica por parte de uma comissão da companhia.

Confira a nota na íntegra

A Agespisa informa que a água distribuída para o Residencial Gilson Coelho, na cidade de Bom Jesus, está dentro dos padrões de potabilidade estabelecidos pelo Ministério da Saúde. A empresa já realizou análises bacteriológicas e físico-químicas e constatou a qualidade da água. O monitoramento da água fornecida é feito regularmente.

O Residencial Gilson Coelho foi construído por uma empresa privada e seu sistema de abastecimento repassado para a Agespisa, após avaliação técnica por parte de uma comissão da companhia. O residencial é abastecido por um poço, com proteção sanitária e cloração.

A Agespisa ainda não foi notificada pelo Ministério Público do Piauí sobre a instauração de inquérito civil público. Tão logo o seja, vai providenciar novas análises da água para corroborar a sua qualidade.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing