27/05/2019

Suspeito de matar cabo da PM diante do filho passa por audiência no Piauí

Justiça decide se o policial Francisco Ribeiro dos Santos Filho, da Polícia Militar do Maranhão, será julgado pelo Tribunal do Júri.

Audiência de instrução sobre homicídio do Cabo Samuel Borges aconteceu no Fórum Cível e Criminal de Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1

Começou na manhã desta segunda-feira (27) a primeira audiência de instrução sobre o assassinato do cabo da Polícia Militar Samuel de Sousa Borges, morto a tiros diante do filho de 8 anos, na Zona Leste de Teresina. O policial militar do Maranhão Francisco Ribeiro dos Santos Filho, está preso suspeito pelo crime.

A audiência foi realizada no Fórum Cível e Criminal de Teresina, para definir se o policial Francisco Ribeiro dos Santos Filho será julgado pelo Tribunal do Júri. São de atribuição do Tribunal do Juri os casos de crimes dolosos contra a vida. Serão ouvidas 10 testemunhas: seis de defesa e quatro de acusação.

Viúva do cabo Samuel Borges preferiu ficar fora da sala durante a audiência no Fórum Cível e Criminal de Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1

A viúva do cabo Samuel Borges, Jaice Borges, disse ao G1 que o filho do casal, de 8 anos, ainda chora quando sente falta do pai. “Ele se lembra de coisas que aconteceram, momentos dele com o pai, mas não fala exclusivamente do episódio”, contou.

Desde a morte do marido, com quem foi casada por 11 anos, Jaice sobrevive através da ajuda de parentes. Jaice e o filho deixaram a casa onde moravam com o policial, e agora vivem com a mãe de Samuel Borges. “Vim buscar apoio e apoiá-la também”, disse.

Familiares usaram camiseta em homenagem ao cabo Samuel Borges durante audiência de instrução, em Teresina — Foto: Gilcilene Araújo/G1

Relembre o caso
O cabo Samuel de Sousa Borges, do Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (BPRone), foi baleado e morreu na frente do filho, próximo a uma escola na Zona Leste de Teresina, no início da tarde do dia 1 de fevereiro de 2019. A vítima filmou toda a ação que resultou no homicídio

Policial foi preso com uma pistola e um revólver 38 — Foto: Divulgação/PM-PI

De acordo com a investigação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a vítima abordou o suspeito, o soldado da Polícia Militar do Maranhão Francisco Ribeiro dos Santos Filho, quando percebeu que ele estava em uma moto sem placa e portando duas armas, que o cabo notou sob a roupa do PM do Maranhão. Os dois discutiram e o policial atirou contra o cabo do Rone.

O PM Francisco Ribeiro foi espancado por pessoas que presenciaram o crime e preso pela PM em seguida. Após ser preso, o suspeito declarou à polícia que o motivo do crime teria sido uma discussão sobre o trânsito, mas a versão foi descartada durante a investigação. Ele foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing