24/04/2019

Esposa de mototaxista morto se desespera ao ver acusado: "Justiça"

O encontro se deu após a entrevista coletiva da Polícia Civil.

Crédito: Reprodução

A esposa do mototaxista Ariosvaldo Vieira de Sousa assassinado na Avenida Barão de Castelo Branco durante uma tentativa de assalto na noite do dia 16 de abril, se desesperou ao encontrar Denis Henrique Gomes da Silva, apontado como autor do crime.

O encontro se deu após a entrevista coletiva da Polícia Civil na Delegacia Geral. Denis foi apresentado para a imprensa e um grupo de mototaxistas, incluindo a companheira de Ariosvaldo estava na porta do local, pedindo por Justiça.


Em entrevista à Rede Meio Norte, a mulher afirmou que se sente mais aliviada com a prisão do acusado. “A gente fica um pouco mais calma em saber que ele não está mais tirando a vida de ninguém, porque depois que ele cometeu esse assassinato, ele cometeu ainda vários e ficou solto durante 7 dias e isso me deixa com meu coração um pouco mais tranquilo, mas não alivia a minha dor, porque a minha dor só seria aliviada se trouxesse ele de volta e a gente sabe que ele não vai voltar. A categoria fica sem palavras e a única coisa que a gente pede é que ele continue preso, que lá ele não vai fazer nenhuma maldade com um pai de família”, disse. 

Sobre seu marido, a mulher declarou. “Ele era uma pessoa justiceira, não tinha medo de correr atrás dos direitos dele, principalmente com bandido, sempre queria ajudar uma pessoa que tivesse sendo assaltada”, declarou

Ao encontrar o acusado, a companheira de Ari se desesperou e começou a gritar aos prantos. “Cadeia nesse desgraçado, um vagabundo, tirou a vida de um pai de família, tirou a vida do meu marido. Eu quero Justiça”, desabafou. 

Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing